Luxemburgo vai passar a cooperar com Cabo Verde também no domínio da Defesa

 

Cidade da Praia, 01 Set (Inforpress) – O Luxemburgo vai estabelecer relações de cooperação com Cabo Verde no domínio da Defesa, com destaque para as áreas da segurança marítima e da formação de militares.

Esta garantia foi dada hoje aos jornalistas pelo director da Política de Defesa de Luxemburgo, Patrick Heck, que se encontra de visita a Cabo Verde para analisar com as autoridades cabo-verdianas as possibilidades de cooperação entre os dois países no domínio de defesa.

Patrick Heck que hoje cumpriu o segundo dia de visita, reuniu-se com o seu homólogo cabo-verdiano e visitou o Centro de Operações de Segurança Marítima (COSMAR) durante a qual teve a oportunidade de conhecer o trabalho que vem sendo realizado em Cabo Verde ao nível da segurança marítima, as parcerias e as necessidades por que passa esse centro especializado.

“Nós viemos a Cabo Verde para termos a real imagem dos problemas de segurança marítima. Constatamos que os desafios são grandes, mas constatamos também que há um plano para minimizar os problemas, com listas de prioridades, de materiais que necessitam, nomeadamente a formação e recrutamento de pessoal e equipamentos”, disse.

“Nós vamos levar todas essas informações para Luxemburgo e estudar pistas de cooperação com Cabo Verde”, acrescentou lembrando que entre Luxemburgo e Cabo Verde há uma longa tradição de cooperação, excepto no domínio da Defesa.

Por isso, a partir de agora o trabalho será no desenvolvimento de uma metodologia de cooperação, que à semelhança de outras aéreas com as quais os dois países já têm cooperação poderá passar por um plano plurianual.

“Como sabem, Luxemburgo é um país generoso para com Cabo Verde e vamos aplicar essa mesma generosidade para a área da defesa”, sublinhou o director da Política de Defesa de Luxemburgo.

O director nacional de Defesa de Cabo Verde, o tenente-coronel Paulo Lopes, congratulou-se com a abertura de Luxemburgo em cooperar com o arquipélago no domínio da Defesa e de forma particular no apoio declarado ao COSMAR.

Paulo Lopes disse que esta visita serviu para o seu homólogo luxemburguês verificar com maior precisão as necessidades e os desafios que Cabo Verde tem na matéria de segurança marítima.

“O COSMAR tem problemas de equipamentos necessários para termos a todo o momento uma noção clara daquilo que se passa nas nossas águas. Estamos a falar de sistemas de visualização, de equipamentos de comunicações e, acima de tudo, estamos a falar da valorização dos nossos recursos humanos com treinos específicos”, precisou.

“Luxemburgo está completamente aberto em nos apoiar, e agora vamos enviar as nossas necessidades e esperar pelo bom desfecho deste processo”, augurou Paulo Lopes.

Na quinta-feira, 31, Patrick Heck participou de um encontro tripartido com os directores da Política de Defesa de Cabo Verde e de Portugal que também esteve na Cidade da Praia em visita de trabalho, para analisarem as possibilidades de cooperação também nessa modalidade.

MJB/FP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos