Livro da história do abastecimento de água em São Vicente vai ser publicado até Dezembro –Associação Ága Nos vida

Mindelo, 15 Nov (Inforpress) – O livro que retratará a história do abastecimento de água na ilha de São Vicente vai ser lançado  até o mês de Dezembro, uma garantia dada pelo presidente da Associação Ága Nos Vida, responsável pela publicação.

Segundo Carlos Ramos, que falava na tarde de hoje, no Mindelo, na cerimónia de homenagem aos antigos trabalhadores da ex-Junta Autónoma das Instalações e Dessalinização de Água (JAIDA), esta publicação, que poderá estar nas livrarias até final do ano, mostra ser o “corolário”  da missão da instituição que dirige.

“Acredito que este livro é a afirmação da nossa história e da nossa identidade, também poderá dar um grande contributo para a juventude conhecer o nosso percurso”, advogou este responsável, adiantando que este estará baseado em três pilares, que retratam os primórdios até 1971, depois o início da dessalinização até ao presente e um último capítulo relacionado com as secas e a desertificação em Cabo Verde.

Outros dos projectos que a Ága Nos Vida tem em carteira é a criação do museu da água do Mindelo, uma iniciativa, que, conforme a mesma fonte, têm abraçado “com persistência” e contornando “muitas dificuldades”, mas, que, assegurou, já ganhou a simpatia da direcção da Electra e de outras entidades.

O projecto, di-lo Carlos Ramos, abarcará três núcleos, sendo o primeiro referente à história JAIDA-Electra, que poderá ser edificado no antigo depósito de água do Dji D´Sal, de seguida o ecomuseu da nascente do Madeiral e por fim um circuito da cidade e as suas fontes.

“Poderá ser ambicioso? É, mas estamos muito animados para a edificação deste projecto”, garantiu.

Durante a cerimónia, que faz parte das actividades de comemoração dos 50 anos da dessalinização em Cabo Verde, entregou-se um troféu aos vários colaboradores da antiga JAIDA e ainda rendeu-se também homenagem aos já falecidos, com um minuto de silêncio.

“É um acto simbólico, mas com muita profundidade e acima de tudo com muita emoção. Portanto, aqui o nosso profundo reconhecimento pela abnegação, pelos elevados níveis de entrega e profissionalismo, muitas vezes em contexto de muita dificuldade”, reforçou o presidente do conselho de administração da Electra, Alcindo Mota.

Um tributo que o representante dos trabalhadores, Rui Spencer, disse receber com “grande apreço” e que faz jus à “responsabilidade” e ao “grande desafio”, que abraçaram ainda jovens e que contribui para o abastecimento de água na ilha de São Vicente de 1968 a 1978.

As actividades de comemoração dos 50 anos da “viragem para a dessalinização em Cabo Verde” estão sendo assinaladas desde a última segunda-feira com a inauguração das duas novas instalações de produção de água dessalinizada em São Vicente e no Sal.

Comportou ainda, nesta quinta-feira, uma conferência internacional sobre a “Problemática da água em regiões insulares e sahelianas”, além da homenagem feita aos antigos trabalhadores, tanto no Mindelo, como no Sal.

LN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos