Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Literatura lusófona em discussão em universidade dos EUA com a presença do cabo-verdiano José Luiz Tavares

Boston, 05 Abr (Inforpress) – Os escritores João Tordo, de Portugal, Paulo Scott, do Brasil, e José Luiz Tavares, de Cabo Verde, são os participantes da 5.ª Conferência de Literatura em Língua Portuguesa, que acontece sexta-feira na Universidade de Massachusetts em Boston.

A conferência deste ano tem o tema “A Solidão Acompanhada na Literatura Lusófona” e será moderada pelo professor e escritor Onésimo Teotónio Almeida, da Universidade de Brown.

“Esta conferência tem como objectivo primordial aproximar culturas, vozes e identidades que têm em comum a língua portuguesa”, diz a universidade em comunicado, explicando que “todos os anos é lançado um tema comum aos três países parceiros e amigos para que cada escritor possa dar o seu testemunho pessoal e intimista sobre o mesmo.”

O tema deste ano, acrescenta o comunicado, tenta abordar “a solidão como condição humana num mundo cada vez mais (des)conectado.”
“A literatura como um exercício solitário de observação. Como é que as obras dos convidados plasmam tal experiência? De que modo nos conecta a outras vivências da solidão?”, perguntam os organizadores.

João Tordo falará do seu último livro, “O paraíso segundo Lars D.”, que parte de uma trilogia em que o leitor conhece um casal sexagenário que descobre a sua verdadeira identidade na solidão.

O brasileiro Paulo Scott abordará o tema com base no livro “O ano em que vivi de literatura”, que conta a história de um escritor que ganha o prémio de melhor escritor e se depara com uma crise de falta de criatividade.

José Luiz Tavares, de Cabo Verde, autor dos livros de poesia “Paraíso Apagado por um Trovão” e “Agreste Matéria Mundo”, trabalha actualmente na tradução de poemas de Fernando Pessoa e Camões, completa o painel.

A conferência, que é organizada em parceria pelos consulados dos três países, o centro Camões, as Universidade de Massachusetts e Harvard, e a Coordenação do Ensino de Português nos EUA, propõe-se a “reflectir sobre o que estes autores nestes três espaços da lusofonia produzem, o que pensam, como pensam, como dão voz às suas palavras dentro do cânone literário.”

“Em suma, é uma oportunidade de apresentar a produção literária lusófona a um público maior e interessado na troca de informação”, conclui a organização em comunicado.

João Tordo também dá hoje uma palestra na Universidade de Massachusetts em Dartmouth, sobre literatura e intervenção.

Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos