Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Língua Materna: Escolas promovem operação stop para dar a conhecer aos condutores a língua dos surdos

Cidade da Praia, 21 Fev (Inforpress) – Alunos de escolas do agrupamento escolar de Achada Santo António efectuaram hoje, numa das ruas deste bairro praiense, uma operação stop acompanhada pela Polícia de Trânsito para dar a conhecer aos condutores a sua língua gestual.

O evento, que acontece no âmbito do Dia Internacional da Língua Materna, visa, segundo o gestor da Escola Eugénio Tavares, Jorge Rodrigues, dar a conhecer a população a língua de sinais, ou seja a língua natural dos surdos.

“São acções que devemos desenvolver dentro do concurso Selo Qualidade da educação a que concorremos no domínio Escola Inclusiva e Cidadã”, disse salientando que a Escola Eugénio Tavares há 11 anos que vem recebendo crianças surdas de 1ª a 6ª classes.

Ainda segundo Jorge Rodrigues, no âmbito do concurso, a escola vai promover uma acção de formação voltada para alunos, pais e encarregados de educação que queiram conhecer a língua gestual para poder comunicar com crianças com surdez.

Já a professora Verónica Cardoso, da Escola Nova Assembleia, esta é mais uma iniciativa, visando sensibilizar os alunos a aprender a língua gestual para poderem interagir com os alunos surdos, que se quer cada vez mais inclusos no ambiente escolar.

Para a professora da língua gestual, Ângela Lopes, a iniciativa constitui uma forma de reunir as crianças ouvintes e de comunicação dita normal com os colegas para poderem aprender como comunicar através de gestos.

Deste modo, sublinhou, estamos na rua com as crianças surdas e as ouvintes a sensibilizar os condutores sobre a língua gestual, que também é materna para os alunos surdos.

“Na perspectiva bilíngue, a primeira língua dos surdos é a língua dos sinais e a segunda língua o português. Eles não são deficientes auditivos, mas sim surdos, cujos sinais de comunicação é uma língua materna da sua comunidade”, concluiu.

O Dia Internacional da Língua Materna é celebrado anualmente a 21 de Fevereiro e visa promover, preservar e proteger todas as línguas faladas pelos povos em todo o mundo.

PC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos