Ligação marítima entre Cabo Verde, Senegal e Côte d `Ivoire debatida na reunião dos Ordenadores Nacionais/Regionais em Bruxelas

 

Cidade da Praia, 12 Jun (Inforpress) – O projecto de ligação marítima entre Cabo Verde, Senegal e Côte d`Ivoire (Costa do Marfim) estará em discussão na reunião dos Ordenadores Nacionais/Regionais do Comité de Orientação Estratégica (COS) do PIR da África Ocidental, que inicia esta quarta-feira, em Bruxelas.

A informação foi avançada hoje à imprensa durante o ateliê de avaliação a meio percurso do BAD, em Cabo Verde, pelo ministro das Finanças, Olavo Correia, que representará Cabo Verde nessa reunião.

“Vamos discutir um conjunto de projectos que são fundamentais para que a CEDEAO, enquanto espaço, tenha maior visibilidade. A ligação marítima entre Cabo Verde, Senegal e Costa do Marfim é um destes projectos”, avançou o ministro aos jornalistas.

Para o governante, a ligação marítima entre Cabo Verde, Senegal e Côte d`Ivoire é “um projecto muito caro que permitirá ao nosso país amplificar o seu mercado” na Europa e no mundo, frisou.

A Reunião de Ordenadores Nacionais/Regionais que vai na sua terceira edição, está a ser organizada conjuntamente pela União Europeia, a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e a União Económica do Oeste Africano (UEMOA).

Para além dos ordenadores, a reunião vai contar com a participação de autoridades oficiais e as principais instituições financeiras, diz um comunicado de imprensa do Governo.

Durante a reunião os participantes, ordenadores e instituições financeiras parceiras, vão fazer o balanço do processo de identificação e de formulação de projectos, no âmbito do Programa Indicativo Regional (PIR) do 11º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED), e o estado de implementação do 10º FED.

No encontro de Bruxelas os ordenadores nacionais vão também tomar decisões relativamente aos próximos passos a serem dados para garantir a continuidade das actividades dos dois programas.

O Programa Indicativo Regional (PIR) envolve países da África Ocidental, nomeadamente o Benin, o Burkina Faso, Cabo Verde, a Côte d’Ivoire, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, a Mauritânia, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo.

O FED constitui o instrumento financeiro do Acordo de Cotonou que liga desde o ano 2000, os 78 países de África, Caraíbas e Pacífico (ACP) aos 28 Estados-membros da União Europeia (UE).

JL/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos