Líder norte-coreano inspeciona unidade que bombardeou a Coreia do Sul em 2010

 

Seul, 05 Mai (Inforpress) – O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, fez uma visita de inspecção à unidade que bombardeou uma ilha sul-coreana em 2010, informou hoje a imprensa oficial norte-coreana, a quatro dias das presidências no Sul.

Quatro pessoas, incluindo dois civis, morreram em Novembro de 2010 quando a Coreia do Norte disparou 170 obuses de artilharia sobre a ilha de Yeonpyeong. Este foi o primeiro ataque norte-coreano contra uma zona civil depois da Guerra da Coreia (1950-1953).

As tensões aumentaram bastante na península nos últimos meses, na sequência dos progressos dos programas balístico e nuclear da Coreia do Norte, que efectua regularmente testes de mísseis.

Esta tensão também está relacionada com a política norte-americana desde a chegada ao poder de Donald Trump, que disse que estava disposto a tratar, se necessário, a questão da Coreia do Norte e, se necessário, pela força.

A agência oficial norte-coreana KCNA informou hoje que Kim Jong-Un visitou os destacamentos militares estacionados nas ilhas Jangjae e Mu, onde foi informado sobre os “movimentos recentes do inimigo.”

Kim observou a ilha de Yeonpyeong a partir de um posto de observação e “examinou os planos de ataque contra o inimigo”, acrescentou a KCNA.

A agência de notícias não precisa a data da visita.

A Coreia do Norte e Coreia do Sul continuam tecnicamente em guerra, porque o conflito de 1950-1953 terminou com um armistício e não com um tratado de paz.

A fronteira entre os dois países é uma das mais militarizadas do mundo.

Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos