Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Líder da UCID “angustiado” porque o orçamento para 2020 não cumpre o compromisso do Governo

Cidade da Praia, 27 Nov (Inforpress) – O líder da UCID mostrou-se hoje “angustiado” porque, segundo ele, o Orçamento do Estado para 20020 não cumpre um dos compromissos do Governo de criar 45 mil postos de trabalho e do crescimento médio do PIB em 7%.

“Tínhamos esta esperança porque altos dignitários do Governo afirmavam há poucos dias que o Governo iria cumprir este compromisso”, precisou António Monteiro, referindo-se aos 45 mil postos de emprego prometidos pelo MpD.

O deputado da União Cabo-verdiana Independente e Democrática fez estas considerações no debate sobre o Orçamento do Estado para o próximo amo, acrescentando que em Cabo Verde os compromissos, apesar de estarem escritos, “não são para serem cumpridos”.

Acusou o Governo de ter falhado “redondamente” no que tange à referida promessa feita aos jovens.

“Estamos perante um orçamento que agudiza ainda mais as desproporções entre as ilhas”, lamentou António Monteiro, exemplificando que com o citado orçamento “a ilha como a Brava vai receber 203 mil contos”.

Para o líder dos democratas cristãos, a proposta de orçamento do governo “discrimina as ilhas, particularmente as que têm menor capacidade”.

“Temos um orçamento que, infelizmente, fala das pessoas, mas esquece das pessoas”, realçou, adiantando que, quando o Movimento para a Democracia era oposição, a UCID lutou ao lado deste para que os velhos tivessem sete mil escudos mensais de pensão e que agora, o Governo de Ulisses Correia e Silva “faz tábua rasa” a este desiderato.

“É uma pena, é uma tristeza usar as pessoas para fazer política”, deplorou o parlamentar da UCID.

LC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos