Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas’2021: Janira Hopffer Almada almeja catapultar ilha do Fogo para “um novo desenvolvimento”

São Filipe, 02 Abr (Inforpress) – A presidente do PAICV, candidata a primeira- ministra nas próximas legislativas, desembarcou hoje mo Fogo, onde vai apresentar o projecto “Um Cabo Verde para todos”, visando “catapultar a ilha” para o patamar de “um novo desenvolvimento”.

Janira Hopffer Almada, que cancelou desde a tarde de quinta-feira, 01, as actividades da campanha eleitoral para serem retomadas no sábado, 03, em observância à Semana Santa, considerou que o resultado da recente eleição autárquica, na qual o PAICV assegurou a autarquia dos Mosteiros e reconquistou São Filipe, demonstra que o povo do Fogo “culpabilizou” o Governo pelas “promessas incumpridas”.

Crítica para com a governação de Ulisses Correia e Silva, disse que na política a verdade deve ser levada em conta com “seriedade e responsabilidade”, razão pela qual enalteceu a forma como foi recebida no aeroporto de São Filipe pelos adeptos e simpatizantes da candidatura “Um Cabo Verde para todos”, com “toda a serenidade e paz”, empunhando bandeiras e cartazes, mas “com respeito” pelas regras impostas pelas autoridades sanitárias.

“Nós aterramos no aeroporto exactamente aquele que existia antes do MpD ganhar as eleições. O aeroporto internacional, portanto, não saiu do papel durante estes cinco anos. Também constatamos que a segunda fase do anel rodoviário que tinha sido prometido também não saiu do papel. Amanhã, vamos aos Mosteiros contactar que o cais de pesca prometido, que também não saiu”, afirmou.

Responsabilizou ainda o executivo de ter “falhado a promessa” para com o povo por “não ter construído o prometido parque tecnológico de agropecuária” e sublinhou que, em Chã das Caldeiras, os principais compromissos assumidos pela governação de Ulisses Correia e Silva, como a escola edificada, adega definitiva, assim como a problemática de água e o novo assentamento “foram esquecidos”.

Neste particular, disse ser possível aproveitar a potencialidades da ilha do Fogo, tendo ressaltado para a importância de resolver o problema dos transportes, como condição essencial para o desenvolvimento da ilha, lamentando que Fogo tenha passado de 14 voos semanais, em 2016, com a governação do PAICV, para quatro voos semanais, actualmente.

O círculo eleitoral do Fogo conta 26.771 eleitores, de acordo com a última actualização da Comissão Nacional das Eleições (CNE), e elege cinco deputados à Assembleia Nacional.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos