Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas2021/Boa Vista: MpD arranca campanha porta-a-porta em Sal Rei

Sal Rei, 1 Abr (Inforpress) – A cabeça-de-lista do Movimento Para a Democracia (MpD-poder) para a ilha, Elisabete Évora, informou hoje que a sua equipa decidiu evitar o inicio da campanha com as habituais actividades que geram aglomeração, preferindo marcar o arranque com contactos porta-a-porta.

Elisabete Évora avançou estas informações à Inforpress, quando falava da estratégia inicial do partido para a Boa Vista a propósito da campanha política para as eleições legislativas na ilha.

A candidata explicou que o MpD decidiu não fazer o arranque da campanha nos moldes habituais, com comício ou outro tipo de actividade que gere aglomeração, para evitar a propagação da covid-19.

Por isso, contou que na quarta-feira o partido esteve envolvido somente na preparação e organização dos trabalhos, reservando para o dia de hoje actividades no terreno, com contactos porta-a porta, na zona de Santa Barbara, na cidade de Sal Rei.

Entretanto, assegurou que a caravana do MpD vai salvaguardar as medidas de distanciamento social, e, possivelmente, dependendo das diminuições dos casos da covi-19, poderão fazer outras actividades, como encontros com grupos de pessoas, para dar a conhecer a plataforma eleitoral do partido.

“Estamos num momento complicado e os casos da covid-19 têm estado a aumentar na Boa Vista. Então, a nossa preocupação é justamente evitar esta propagação do vírus no seio das pessoas”, afirmou, justificando que “por mais que se faça sensibilização, é difícil evitar aglomeração de pessoas nestes tipos de actividades”.

Por isso, devido ao incumprimento das pessoas no que diz respeito às normas sanitárias, reiterou que decidiram “por bem” não fazer a abertura da campanha como tem sido habito, para evitar aglomeração de pessoas.

à distribuição de matérias de propaganda, a cabeça-de-lista indicou que vão restringir a distribuição destes materiais de campanha em grande quantidade, para evitar danos ambientais.

“Temos autocolantes que vamos distribuir às pessoas, que poderão colar nos t-shirts e nas portas das casas, mas vamos tentar fazer uma campanha limpa, protegendo o nosso ambiente”, disse.

Quanto à agenda para esta sexta-feira santa, feriado religioso, a cabeça-de-lista do MpD informou que não haverá nenhuma actividade porta-a-porta.

Nas legislativas do dia 18, para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

VD/JMV
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos