Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas: PAICV reconhece derrota mas condena actos da administração do Estado que “não garantiu neutralidade”

Cidade da Praia, 30 Abr (Inforpress) – A Comissão Política Nacional do PAICV disse, hoje, reconhecer os resultados publicados pela CNE apesar de condenar os actos da administração do Estado que “não garantiu a neutralidade exigida para que as eleições fossem justas, livres e transparentes”.

A análise, segundo o vice-presidente do PAICV, João Baptista Pereira, em conferência de imprensa, foi feita na sequência de uma reunião convocada pela presidente do partido, no dia 28, e que tinha como objectivo examinar os resultados das eleições legislativas 2021.

“Em relação às eleições legislativas de 18 de Abril de 2021 propriamente ditas, os dados definitivos publicados pela CNE indicam que o PAICV obteve 87.151 votos, o que corresponde a 39,57% do total dos votantes e 30 deputados eleitos”, disse, reconhecendo, por outro lado, que o PAICV não atingiu os objectivos a que propôs, que eram vencer as eleições e fazer uma governação voltada para o interesse dos cabo-verdianos.

Segundo João Baptista Pereira, os resultados conseguidos e que dão ganho ao MpD “podem não reflectir a vontade genuína” do povo que, no seu entender, foi influenciado e condicionado por um conjunto de actos e omissões da administração do Estado.

Neste caso, afirmou que houve um conjunto de decisões do Executivo que, literalmente, subverteram as bases da jovem democracia cabo-verdiana que tem crescido e qualificado a ponto de se situar entre as 30 mais bem avaliadas a nível mundial.

“O MpD não olhou a meios para levar de vencida estas eleições, como se de uma questão de vida ou morte se tratasse, e, através do Governo, da Administração Pública, das empresas e institutos públicos, executou um detalhado plano, cujo objectivo essencial consistia na captação do voto do povo”, denunciou.

Acusou ainda o Governo de ter violado de “forma sistemática” a lei que proíbe a nomeação de gestores públicos, pagou dívidas de água e energia, e perdoou dívidas a muitos devedores do Estado.

Ainda de acordo com o vice-presidente do PAICV, o Governo fez transferências para municípios onde o MpD é poder, instrumentalizou o Cadastro Social Único e utilizou de “forma ilegítima” as bases de dados para telefonar cidadãos eleitores depois da campanha ter sido encerrada e mesmo no dia das eleições.

Perante estas violações, a Comissão Política Nacional do PAICV é de opinião que tais factos devem merecer “atenção especial”, pois, questionou, com esta atitude em que o próprio Estado não respeita as leis, onde irá parar a democracia cabo-verdiana.

João Baptista Pereira vai mais longe ainda ao afirmar que o PAICV, cumprindo a sua responsabilidade, vai recorrer a todos os meios legais e políticos para apurar os factos e sacar responsabilidades aos prevaricadores, não pondo de lado o recurso às entidades judiciais.

“O PAICV reafirmou que não vai pôr em causa os resultados eleitorais. Porém garante que vai lutar, com todas as suas forças, para que não seja posta em causas as bases sobre às quais se alicerçam a nossa jovem democracia”, asseverou, sublinhando ainda a necessidade de uma fiscalização mais “apertada” por parte das autoridades face à prática de “compra de votos”.

Ainda quanto à derrota nas eleições de 18 de Abril, o vice-presidente do PAICV, admitiu que as questões internas também contribuíram para que o partido não atingisse os objectivos preconizados em alguns círculos.

João Baptista Pereira disse ainda que o PAICV, estando preocupado com o agravamento da situação pandêmica no País, exorta o Governo a tomar medidas necessárias com vista a conter a propagação da doença, a proteger a saúde dos cabo-verdianos e a reforçar as medidas que proporcionam retoma das actividades económicas, particularmente, o turismo.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos