Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/São Nicolau: População da ilha sente-se abandonada pela actual governação – PAICV

Tarrafal de São Nicolau, 08 Abr (Inforpress) – O Partido Africano da Independência de Cabo Verde considera que a população da ilha de São Nicolau sente-se abandonada pela actual governação.

Em declarações à Inforpress no âmbito da visita à Praia Branca, Magui Almeida Silva, terceiro da lista do PAICV na ilha, adiantou que a população desta localidade e da ilha, em geral, sente-se abandonada pela actual governação.

“A população sente-se esquecida, abandonada em relação ao desempenho do actual governo, durante estes cinco anos por exemplo, a população da Praia Branca não conhece a maioria dos governantes que passaram pela ilha, o que é grave”, salientou.

Magui Almeida disse ainda que as reivindicações da população da ilha são muitas, além de intervenções na agricultura e criação de gado, reivindicam também a nível dos transportes.

“Além das várias reclamações sobre medidas no sector da agricultura e da criação de gado, as pessoas sentem-se lesadas também a nível dos transportes, porque produzem mas não conseguem escoar os seus produtos, o que causa diversos prejuízos”, acrescentou.

A representante da lista do PAICV referiu que o partido quer dar uma “esperança” de vida à população, por forma a contribuir para a melhoria de vida da mesma e diminuir os problemas sociais.

“Estamos aqui para trazer uma mensagem de esperança ao povo de São Nicolau, sendo que foram esquecidos nos últimos cinco anos e que todas as intervenções estruturantes são marcas do governo do PAICV”, reforçou.

Projectos a nível da mobilização de água para a agricultura através de energias renováveis, transformação de produtos, investimentos na pesca, melhoria nos transportes, são algumas das propostas que o PAICV quer implementar na ilha.

“Não podemos continuar com um sistema de transportes como este porque está a danificar os agricultores, criadores e a população em geral que vê a ilha a ficar cada vez menos desenvolvida e o PAICV quer entrar definitivamente para resolver esta questão”, afirmou.

Quanto à educação, Magui Almeida Ramos fez referência a sucessiva falta de manuais que houve durante a actual governação e que prejudicou os estudantes e restantes membros do sector do ensino.

A habitação social é, segundo a representante da lista, algo preocupante sendo que muitas famílias ainda vivem em situação “lastimável”.

Às legislativas do dia 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

LS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos