Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Santiago Sul: UCID promete trabalhar para alavancar o comércio local e promover o emprego

Cidade da Praia, 11 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista da UCID para Santiago Sul, Francisco Silva, disse hoje que caso o seu partido merecer a confiança dos cabo-verdianos, vai trabalhar para alavancar o comércio local e promover o emprego.

Francisco Silva, que acompanhado da sua comitiva, esteve em contacto com os comerciantes do mercado de Sucupira, na Praia, acusou o Governo de nada ter feito para ajudar os operadores locais na revitalização dos seus negócios, depois de terem sido fortemente afectados pela inundação de Setembro de 2020, que provocou a perda dos seus bens.

“Nós assistimos o anúncio de um conjunto de medidas eleitoralistas que não passaram de promessas, porque os operadores não chegaram a receber nenhum apoio. São pessoas heroicas, porque conseguem criar os seus empregos, gerar os seus rendimentos e ainda pagam o imposto ao Estado”, realçou.

Neste sentido, o candidato da União Cabo-verdiana Independente Democrática (UCID) adiantou que o seu partido defende uma “política acertada” para o sector, que além de promover o comércio local, promove o emprego e alavanca a economia do País.

Em primeiro lugar explicou que é preciso trabalhar na organização e criar linhas de crédito para financiar o sector do comércio, garantindo que aqueles operadores com necessidade de financiamento possam ter acesso ao dinheiro com mais facilidade.

Na sua perspectiva, a promoção do comércio local deve passar, também, pela melhoria em termos de transportes, por forma a garantir maior mobilidade dos operadores económicos para o abastecimento dos bens comercializáveis.

“Temos um grande défice em termos de transportes, que acaba por inibir o comércio local, porque em Cabo Verde não produzimos nada. É através das compras lá fora é que abastecemos o nosso mercado. Neste momento os comerciantes importam do Brasil e do Senegal, mas como sabemos os preços dos bilhetes são exorbitantes e proibitivos”, realçou.

Por isso acredita que com a redução dos preços dos bilhetes e maior número de viagens, os comerciantes vão poder deslocar-se com mais facilidade ao estrangeiro para o abastecer-se e revitalizar o seu negócio.

A nível fiscal, indicou que a proposta é no sentido de alargar a base tributária, para poder reduzir algumas as taxas lá onde for possível, por forma que os produtos possam chegar ao mercado num preço compatível com o poder de compra da população cabo-verdiana.

Às legislativas do dia 18 de Abril para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos.

O PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

MJB/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos