Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Santiago Sul: PTS defende políticas “mais inclusivas” para localidades periféricas

São Domingos, 03 Abr (Inforpress) –  O cabeça-de-lista do Partido do Trabalho e de Solidariedade (PTS) defendeu hoje que o Governo “não deve excluir” as localidades periféricas, mas sim deve dar-lhas “dignidade e todas as condições básicas” que existem nos centros urbanos.

Carlos Lopes, que encabeça a lista do PTS para Santiago Sul, acompanhado dos restantes candidatos a deputados, estive durante o dia de hoje em contacto porta a porta na localidade de Praia Baixo, no município de São Domingos.

Em declarações à Inforpress, Carlos Lopes criticou o facto de esta comunidade, com “forte potencial” turístico, se encontrar “parada no tempo”.

“Estamos a falar de um concelho com muitos problemas de habitação, deparamos com ausência de políticas e de governação, então queremos chegar ao parlamento para defender os interesses das comunidades e deste concelho, no sentido de trazer serviço que este concelho carece”, afirmou.

Para este candidato a deputado, a localidade de Praia Baixo carece de serviços básicos, como acesso a saúde, habitação e estradas de qualidade para facilitar a mobilização dos moradores e dos turistas.

A seu ver, é necessário dar “mais dignidade” às zonas periféricas, pois, sublinhou, a “ausência do poder local e central” acaba por reflectir na “ausência” das necessidades básicas das famílias.

“Estamos a falar de dignidade. Não podemos aplicar somente no rosto da cidade ou só no rosto dos municípios, temos de aplicar lá onde as pessoas estão, portanto, todas as condições que existem nos centros mais urbanos têm que haver nos centros periféricos”, disse, salientando que devem ser aplicadas “as mesmas coisas”, mesmo que seja em dimensões diferentes.

Neste sentido, o PTS defende políticas que não excluem os munícipes, os jovens e as crianças dessas zonas.

Às legislativas do dia 18 de Abril para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.  

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).  

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.  

AM/AA
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos