Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Santiago Sul: PAICV pede “cartão vermelho” ao Governo de Ulisses Correia e Silva

Cidade da Praia, 04 Abr (Inforpress) – A candidatura do Partido Africano para Independência de Cabo Verde (PAICV) em Santiago Sul pediu hoje “cartão vermelho” ao Governo de Ulisses Correia e Silva, por considerar que o mesmo foi “pouco sério” no cumprimento dos seus compromissos.

Em conversa com os jornalistas hoje, durante os contactos porta-a-porta e arruadas em Achada Santo António, na Cidade da Praia, o número cinco da lista candidata, Carlos Tavares, disse que o Governo não cumpriu com Santiago e Sul e Cabo Verde.

“Só para dar exemplo, tivemos um Governo que prometeu 45 mil empregos, mas que no momento de balanço disse que não tem varinha mágica e que o emprego não cai do céu. Portanto, é um Governo que claramente falhou com povo da Praia, com o povo de Cabo Verde”,

As promessas não cumpridas não param pelos empregos. O candidato do PAICV ao cargo de deputado apontou um total de 12 compromissos nomeadamente a ampliação do aeroporto internacional, novo hospital da Praia, Sala de espectáculo, via rápida Praia/Tarrafal e rede saneamento de alto nível para todo Santiago Sul.

“Portanto, é um Governo que deve receber cartão vermelho, porque não foi sério no cumprimento daquilo que prometeu. Por isso que estamos aqui firme, forte e determinado a levar esta mensagem de esperança e de mudança para um cabo verde para todos”, disse.

Carlos Tavares reafirmou que a seca e pandemia que o Governo, sustentado pelo MpD, tem usado para justificar o incumprimento dos compromissos não são válidos, já que o “falhanço e a incompetência” foram declarados antes do surgimento das crises.

“O Governo não criou empregos em 2016, 2017, 2018 e 2019 e no ano de 2020, num acto de desespero, vem desculpar com a covid e com a seca. Portanto é um Governo que não deve ser levado a sério”, sublinhou.

Carlos Tavares salientou que para a criação de empregos são necessárias políticas estruturantes em áreas estratégicas como as pescas, a indústria e o turismo, sectores onde considera que o Governo não investiu.

“O Governo não conseguiu criar um parque industrial na Praia, não houve reformas não houve investimentos em sectores estratégicos para criação de empregos na Praia em Santiago Sul”, disse adiantando que dos contactos de terreno tem constatado que há uma ânsia pela mudança no dia 18 de Abril assim como acontece nas autárquicas de 25 de Outubro.

Às legislativas do dia 18 de Abril para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

O PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

MJB/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos