Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Santiago Norte: PTS diz que CEFP do Tarrafal foi criado para tentar tirar “proveito político”

Tarrafal, 14 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista do PTS por Santiago Norte afirmou hoje que o Centro de Emprego e Formação Profissional (CEFP) do Tarrafal foi criado para se tentar tirar “proveito político” e não para a “libertação económica” dos jovens locais.

“Não é verdade que o CEFP está a formar e criar empregos para os jovens tarrafalenses. O CEFP foi criado numa estratégia política que não funcionou [nas eleições autárquicas]. O centro é mais uma estratégia política do que a própria libertação económica de nossos jovens”, afirmou Cláudio de Sousa, em declarações à Inforpress.

Para sustentar as suas afirmações, o também líder interino do PTS informou que há jovens que entraram num curso de seis meses, mas, que, no entanto, o mesmo foi estendido para nove meses como o propósito de coincidir com a época eleitoral, visando “iludir” os jovens a votar no partido no poder.

“O estágio profissional muitas vezes é uma forma de comprar voto, tendo em conta que há jovens que há anos recebem 15 contos todo o mês sem estar em nenhum estágio profissional e hoje vão ter que fazer campanha por causa desse subsídio atribuído pelo Governo de Cabo Verde”, criticou.

Tendo em conta, que segundo ele, não se tirou “proveito político” nas autárquicas de Outubro de 2020 em que o PAICV venceu as eleições, propôs ao Governo do MpD para envolver a actual câmara na gestão do CEFP para que se possa “tirar maior fruto”.

Na ocasião, informou que das visitas que tem realizado notou que o Tarrafal “não é diferente de Cabo Verde” e que também se encontram pessoas com problemas de habitação social, que há exclusão juvenil, desemprego, ausência na cadeia de produção, abandono dos agricultores, pescadores e criadores de gado e uma educação fraca e sem qualidade.

Cláudio de Sousa vai continuar no Tarrafal até o final da campanha para apresentar o manifesto eleitoral do partido e para pedir o fim da maioria absoluta para o MpD ou PAICV e o voto de confiança nesse partido “liderado por jovens”.

Às legislativas do dia 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

FM/HF
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos