Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Santiago Norte: Propostas do PAICV foram aceites mas outros elementos terão influenciado o resultado – cabeça-de-lista

Cidade da Praia, 20 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista do PAICV em Santiago Norte reconheceu hoje os resultados provisórios das eleições de domingo que dão vitória ao MpD, salientando que as propostas do partido foram aceites, mas outros elementos terão influenciado a decisão do eleitorado.

Reagindo aos dados provisórios do pleito de 18 de Abril, João Baptista Pereira considerou, em declarações à Inforpress, que o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) fez uma “boa jornada” durante a campanha eleitoral.

No seu entender, a campanha decorreu com elevação, todos os protagonistas estiveram à altura, colocando foco nas questões fundamentais que afectam a região Santiago Norte, afirmando que o seu partido respeita a escolha do povo, que votou no Movimento para a Democracia (MpD).

“O povo fez a sua escolha, votando no MpD, respeitamos a decisão do povo e felicito o meu colega Austelino Correia, que foi cabeça-de-lista na mesma região. É claro que não conseguimos atingir os objectivos traçados porque tudo apontava para um empate técnico em Santiago Norte, mas não conseguimos”, referiu, augurando que no final da X legislatura, Santiago Norte esteja próximo da média de desenvolvimento nas várias áreas.

Segundo este responsável, a mensagem do PAICV foi aceite, mas frisou que a candidatura vencedora tinha outros recursos financeiros e recursos que resultam da implementação das políticas públicas implementadas nos últimos tempos, reforçando que isso influenciou no resultado das eleições, porque muitas pessoas com grande nível de precariedade optaram pelos “ganhos imediatos”.

João Baptista Pereira prometeu que irá exercer o segundo mandato para a região Santiago Norte e fazer de tudo para que a mesma tenha melhorias na próxima legislatura, isto porque justificou, existem muitas zonas que ainda passam por muitas dificuldades que tem que ser superadas.

Informou, por outro lado, que posteriormente, enquanto cabeça-de-lista do PAICV, irá promover um encontro entre os deputados eleitos pela região norte da ilha de Santiago com os principais desafios e desenvolvimento de Santiago Norte no centro de debate.

De acordo com os dados actualizados no site oficial, www.eleicoes.cv, quando faltam ainda apurar os resultados em 20 mesas de voto num total de 1.480 mesas (dois deputados por distribuir), o MpD conseguiu 37 deputados na Assembleia Nacional (em 2016 elegeu 40) contra os 29 do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – maior partido da oposição).

A União Cabo-verdiana, Independente e Democrática (UCID), que concorreu também aos 13 círculos eleitorais, obtém quatro mandatos entre os 72 eleitos, aumentando o seu escore parlamentar, que era de três.

A abstenção, segundo os dados provisórios da CNE, aumentou face a 2016, situando-se agora nos 42,2%.

Dos 387.673 inscritos, o MpD arrecadou 109.338 votos (48,8%), o PAICV 86.066 (38,4%) a UCID 19.810 (8,8%), o PTS 2.070 (0,9%), o PP 739 (0,3%) e o PSD 271 (0,1%). Nesta contagem parcial de votos, faltam apenas distribuir dois deputados relativos ao círculo da Europa e Resto do Mundo.

Às legislativas de domingo, 18, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

CM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos