Legislativas 2021: Partido Popular pretende apresentar candidaturas em pelo menos seis círculos eleitorais  

Cidade da Praia, 23 Jan (Inforpress) – O presidente do Partido Popular (PP), Amândio Barbosa Vicente, disse hoje que o seu partido pretende concorrer pelo menos em seis círculos eleitorais nas eleições legislativas de 18 de Abril próximo.

A informação foi avançada pelo líder político na manhã de hoje, momentos antes da abertura do Conselho Nacional do PP que decorre hoje, na Cidade da Praia, tendo na agenda a alteração do estatuto, a aprovação dos símbolos do partido e ainda a eleição dos órgãos directivos.

“Na ilha de Santiago vamos estar presentes nos dois círculos, temos eleitos municipais na Boa Vista, Fogo vamos apresentar uma lista, estamos em dúvida entre Santo Antão e São Vicente, mas estamos em negociações com grupos independentes para ver se encaixam na nossa proposta”, apontou.

Amândio Barbosa adiantou que na ilha do Sal já dispõe de um candidato para entrar na lista do partido e que a nível da Europa, Estados Unidos e África o PP pretende também apresentar listas.

Assegurou que o partido vai continuar a actuar “com força” e disse esperar que o PP saia deste encontro “mais forte e pronto” para “conquistar lugares no parlamento”.

Durante o Conselho Nacional, que é órgão máximo do PP, vão ser aprovadas algumas moções com vista à preparação das eleições legislativas de 2021.

Ao longo do evento estão previstas várias conferências, entre elas “Reforma da justiça”, a cargo do advogado Amadeu Oliveira, enquanto o também advogado Abner de Pina vai discorrer sobre “As ideias relacionadas com a revisão da lei de responsabilidade dos titulares de cargos políticos”.

O desenvolvimento do tema “Praialeaks” vai estar sob a responsabilidade do jurista Rui Araújo, enquanto o analista político João Alvarenga vai falar da “Democracia e participação política no Estado de Direito Democrático”.

Por sua vez, João Neves tem previsto o tema “Os qualitativos do voto e a construção de cidadania”.

No encerramento do CN está previsto um sarau cultural que Barbosa Vicente classificou de “coisa simples e que vai respeitar as normas sanitárias em vigor no País”.

AV /AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos