Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021: Partido Popular acusa presidente do MpD de violar normas de prevenção contra covid-19

Cidade da Praia, 08 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista do Partido Popular (PP) às eleições legislativas de 18 próximo acusou hoje o presidente do MpD de violar as normas de prevenção contra a covid-19, numa altura em que casos têm aumento a nível nacional.

Para Amândio Barbosa Vicente, a forma e a maneira com o Movimento para a Democracia (MpD) tem feito as acções de campanha não são “correctas e apropriadas” para o momento actual, onde todos deveriam estar a cumprir com as medidas sanitárias impostas pela pandemia da covid-19.

“Se o próprio candidato do MpD é violador da lei, não podemos esperar outro tipo de comportamento dos militantes”, referiu Amândio Vicente, que acusou essa candidatura de não cumprir todas as medidas de prevenção da covid-19.

Segundo explicou, a acção de campanha do PP é feita por 10 pessoas, sem aglomerações de pessoas, sem música, cartazes, outdoors e tem decorrido na normalidade, onde todos usam máscaras e cumprido com as medidas sanitárias em vigor.

Amândio Barbosa Vicente apelou às candidaturas a cumprirem todas as medidas sanitárias estipuladas no âmbito da pandemia da covid-19 para combater a propagação do novo coronavírus e evitar o aumento de casos.

O cabeça-de-lista apelou ainda a intervenção das autoridades competentes, como o Ministério da Saúde e a Polícia Nacional.

Por outro lado, considerou que os cidadãos devem ter a iniciativa e estar conscientes e sensibilizados sobre o uso de máscaras, evitar aglomerações e cumprir o distanciamento social, tendo realçado que as autoridades devem estar mais atentos e actuar no terreno.

“Sabendo que estamos perante uma crise sanitária, temos de ter em conta que o nosso comportamento é determinante. O aumento de casos e o surgimento de novas variantes no país são questões que preocupam o PP, uma vez que “temos idosos amigos e familiares”, apontou o candidato.

Amândio Barbosa Vicente mostrou-se preocupado ainda porque a campanha pode ser um elo condutor, ter um efeito multiplicador no alastramento do vírus.

Na ocasião, disse esperar que todos sejam “responsáveis” e que os líderes partidários aconselhem os seus militantes e activistas a cumprirem com as normas de saúde.

Neste oitavo dia de campanha, a caravana dos populares esteve em Calheta de São Miguel, para apresentar as suas propostas e apelar ao voto no PP.

O Partido Popular de Cabo Verde concorre pela segunda vez às eleições legislativas no país, tendo-se candidatado aos círculos eleitorais de Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista, Américas, África Europa e resto do mundo.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.
AV/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos