Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021: MPD acusa o PAICV de “forjar facto político” e repudia qualquer confronto

Cidade da Praia, 08 Abr (Inforpress) – O director nacional da campanha do MPD negou hoje a existência de confrontos ou tentativa de “amedrontar” o grupo de activistas do PAICV em Lém Ferreira, na Praia, acusando a candidatura adversária de estar a “forjar” facto político.

Gilberto Silva reagiu assim, em conferência de imprensa na Cidade da Praia, às acusações do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) que também hoje em conferência de imprensa denunciou alegada “agressão” por parte de activistas do Movimento para a Democracia (MPD) contra seu o partido, durante os contactos porta-a-porta, em Lém Ferreira.

O responsável partidário repudiou qualquer situação de “instabilidade” e negou acusações de “agressão, arruaças” ou tentativas de amedrontar a activistas do PAICV, entendendo que este partido “está a forjar um facto político” e com isto “antecipar a sua derrota” nas eleições do dia 18 de Abril.

Neste sentido, Gilberto Silva apelou a todos os partidos a manterem-se “calmos” acreditando que “nada justifica tal situação”.

O director nacional da campanha do partido ventoinha, realçou que o MPD “respeita e promove todos os princípios da liberdade e da democracia, pelo que considera “não fazer sentido” as acusações do seu adversário.

Relativamente a queixa-crime, Gilberto Silva desafia o PAICV a apresentar provas e que estando num País de direito democrático, o MPD estará pronto para defender-se.

Quanto ao cumprimento das medidas sanitárias durante a campanha, Gilberto Silva é de opinião que todos os partidos deverão cumprir de forma rigorosa, entendendo que “não é possível” fazer eleições sem tentar esclarecer os eleitores e propor o programa, por conseguinte a necessidade de gerir a situação da pandemia da covid 19 e continuar com as medidas de prevenção.

“É evidente que há riscos, mas todos os dias prevenimos, utilizamos massivamente as máscaras, álcool gel e na medida do possível, fazer com que todos os activistas respeitem o distanciamento”, concluiu.

CS/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos