Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021: Moradora de Figueira Moita pede Ulisses para continuar a trabalhar “para todos os cabo-verdianos”

Tarrafal, 15 Abr (Inforpress) – Maria Júlia, moradora de Achada Moita, localidade de Tarrafal de Santiago, apelou hoje ao líder do MpD para continuar a trabalhar “para todos os cabo-verdianos”, mostrando-se convicta de que o partido vai governar nos próximos cinco anos.

“Nós agradecemos do fundo do coração porque temos motivos para isso, por isso o nosso desejo é que continue a trabalhar para todos os cabo-verdianos”, reiterou.

Figueira Moita foi a primeira localidade do concelho do Tarrafal visitado hoje pela caravana de Ulisses Correia e Silva, que se deslocou a Santiago Norte neste penúltimo dia de campanha eleitoral para as legislativas de 18 de Abril.

“Eles querem dividir a nossa Figueira Moita, mas não vão conseguir”, continuou Maria Júlia, acrescentando que têm consciência de que não se consegue fazer tudo de uma única vez, já que, justificou, há sempre pelo caminho alguns constrangimentos a ultrapassar.

Na localidade, assegurou, não passam sede, porque contam com os serviços de água da cidade de Mangui, mas disse que gostariam de ver água a jorrar pelas suas torneiras, pelo que aproveitou a oportunidade para pedir ao candidato que, no próximo mandato, leve água canalizada à Figueira Moita.

Por sua vez, o presidente do Movimento para a Democracia (MpD) agradeceu à recepção, dizendo que governou em situação muito difícil, de seca e de pandemia, mas que conseguiu chegar a “porto seguro”.

Em situação de acalmia, com bom ano agrícola e sem pandemia, ajuntou, vão “avançar muito mais”.

“Estou de acordo com aquilo que disse, que nós governamos para todos os cabo-verdianos. Tenho estado a dar exemplo, dizendo que na minha veia corre sangue como todos os seres humanos. Não corre sumo, não discriminamos ninguém, estamos de portas e janelas abertas para trabalharmos em conjunto”, garantiu.

Já na cidade do Mangui, Ulisses Correia e Silva disse, em declarações aos jornalistas, que o seu partido já reverteu os resultados das últimas eleições autárquicas, que ditaram a derrota do MpD depois de 28 anos no poder local.

“A mensagem é de continuação de muita confiança, as pessoas distinguem, de forma perfeita, aquilo que é eleições autárquicas e legislativas. Sabem que fizemos muito e que temos ainda muito mais por fazer”, adiantou.

Exemplificou com a criação de condições para o desenvolvimento da economia tarrafalense, do turismo, condições “favoráveis” a investimentos, inclusão social e rendimento social.

De acordo com o cabeça-de-lista do MpD para Santiago Sul, o objectivo, a nível nacional, é eliminar nos próximos cinco anos a pobreza extrema.

Além de Tarrafal, a caravana “Cabo Verde no caminho seguro” tem na agenda ainda em Santiago Norte contactos com a população de Santa Catarina e São Miguel.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, PAICV 26 e a UCID três.

ZS/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos