Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Maio: UCID considera “Casa para Todos” um projecto falhado

Porto Inglês, 13 Abr (Inforpress) – A candidatura da UCID no Maio considerou hoje que o projecto “Casa para Todos”, que deu nome ao bairro, falhou na sua essência porque não respondeu às necessidades de habitação para a classe média maiense como o previsto.

Essas considerações foram feitas pelo cabeça-de-lista da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), Albertino Rosa, durante uma visita aos bairros Casa para todos e Nhu Dam, zonas periféricas da cidade, para contactos com o seu “público-alvo preferencial”, ou seja, desempregados, jovens à procura do primeiro emprego e famílias com dificuldades.

No complexo habitacional “Casa para todos”, nome adoptado pelo bairro onde fica localizado, a equipa da UCID foi confrontada com questões relacionadas com espaços comerciais que nunca abriram “apesar dos concursos” realizados, degradação das casas fechadas e outros problemas decorrentes da ausência de uma administração do condomínio.

Para o candidato, o projecto “Casa para Todos” falhou na sua essência “porque não respondeu às necessidades de habitação para a classe média no Maio como o previsto”, e mostra “falhas graves” na gestão por parte do governo dos últimos cinco anos”.

Albertino Rosa referiu, por exemplo, que há moradores com “pequenas lojas” dentro de casa, para suprir necessidades dos vizinhos, que muitas vezes deslocam-se, a hora que for, para adquirir algum produto, enquanto os espaços comercias permanecem fechados, mesmo depois da realização de concursos para sua alienação.

O candidato da UCID sugere que esses espaços sejam disponibilizados a algumas pessoas com “dívidas acumuladas”, como fonte de renda para cobrirem as despesas com as prestações e ajudar as famílias com menos recursos.

A UCID defende ainda, a revisão dos critérios de acesso às habitações do “casa para todos” para permitir jovens e pessoas com fraco rendimento, o acesso a uma das mais de 20 moradias do complexo, que se encontram fechadas e a degradarem-se.

“Maio não tem problema de habitabilidade, porque a maioria das pessoas tem casa própria, mas muitas moradias não possuem as condições mínimas, e os donos precisam de apoios para a sua reabilitação”, sublinhou Albertino Rosa.

A visita ao bairro Casa para Todos marca o início dos contactos da União Cabo-verdiana Independente e Democrática à  cidade do Porto Inglês, onde vai permanecer até sexta-feira, último dia de campanha.

O candidato a deputado do Maio pela UCID, Albertino Rosa e sua equipa, pretendem apresentar a cada eleitor deste centro urbano, as propostas do partido para desenvolver o Maio, melhorar a vida dos maienses e de todos  que escolheram a ilha para viver.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

AB/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos