Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Maio: UCID aquém do objectivo mas satisfeito com conquista de mais um deputado a nível nacional

Porto Inglês, 19 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) no Maio reconheceu hoje não ter conseguido alcançar o objectivo de ser eleito, mas reagiu com “satisfação” à eleição de mais um deputado do partido a nível nacional.

Albertino Garcia Rosa, que alcançou 7% dos votos expressos, prometeu não desistir de ajudar o Maio, e neste sentido, decidiu militar na UCID, a partir de agora, “para dentro da organização partidária” delinear estratégias para continuar a dar o seu contributo para  o desenvolvimento da ilha do Maio, e tentar “tocar o coração” dos maienses.

“A minha estratégia consistiu numa campanha limpa, focada em passar mensagens com humildade simplicidade e sobretudo verdade, mas não consegui sensibilizar o eleitorado, o suficiente, para coloca-lo do meu lado”, respondeu assim Albertino Garcia, em conferência de imprensa, à acusação da eleita do MpD, de que teria montado  “uma estratégia com o PAICV” para retirar-lhe retirar votos, e o partido não conseguir eleger os dois deputados da ilha.

Sobre a abstenção a rondar os de 32,7%, o candidato derrotado da UCID nas legislativas de domingo afirmou que muitas pessoas manifestaram-se “saturadas com as mesmas caras e mesmos discursos, para tudo ficar na mesma”, e por isso acredita que há espaço para a UCID “crescer mais” na ilha do Maio.

Às legislativas de domingo, para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

Segundo dados provisórios divulgados pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) o Movimento para a Democracia (MpD) venceu as eleições com maioria absoluta ao obter quase 49% dos votos.

AB/CP
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos