Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021: “Foi uma grande vitória, a vitória de Cabo Verde”, diz Ulisses Correia e Silva (c/áudio)

Cidade da Praia, 18 Abr (Inforpress) – O presidente do Movimento para a Democracia (MpD), Ulisses Correia e Silva, considerou hoje que a vitória do seu partido nas eleições deste domingo foi uma “grande vitória, a vitória de Cabo Verde”. 

“Nós estávamos à espera desta vitória porque fizemos uma boa campanha, um bom combate, conseguimos convencer os cabo-verdianos da justeza daquilo que foi o percurso da governação, situação muito difícil, e da justeza das nossas propostas para o futuro”, disse o líder do MpD, ao fazer o discurso da vitória na sede do partido. 

Correia e Silva adiantou ainda que a sua equipa venceu para continuar “um bom trabalho”, colocar Cabo Verde no caminho seguro para o desenvolvimento e “mais resiliente”. 

“Saímos todos mais fortes destas eleições, desta experiência muito difícil que ainda continua, a situação da covid-19, saímos todos mais fortes na convicção do futuro”, acrescentou. 

Estas eleições, na óptica do líder do MpD, demonstram também que cresceram muito em democracia, já que em situação de pandemia, o País conseguiu realizar duas eleições em pouco espaço de tempo, ajuntando que os cidadãos “comportaram-se, de uma forma geral, bem”. 

Reiterou que estão aqui para continuar a trabalhar ao serviço do bem comum, ao serviço do arquipélago e a trabalhar para que possam colocar Cabo Verde na senda do desenvolvimento.  

Neste sentido, apontou como prioridade “imediata” a massificação da vacinação, ou seja, atingir mais de 70 por cento, ainda este ano. Segunda prioridade, apontou, versa eliminar a pobreza extrema no País, com programas “assertivos”, não só de retoma do crescimento económico como também de protecção social e apoio social.  

“Vamos aumentar de uma forma significativa o número de famílias com acesso ao rendimento social de inclusão, cujo rendimento seja inferior ou igual a dois dólares por dia. O nosso programa é atingir cerca de 39 mil agregados familiares”, adiantou. 

Aumento da pensão social de idosos, isenção da taxa moderadora da saúde, reforço do programa de reabilitação de casas, para atingir 25 mil pessoas, são outros dos compromissos elencados por Correia e Silva.  

Terminou com uma mensagem de “muita confiança”, dizendo que venceram “de uma forma muito clara”, pelo que a mensagem de compromisso para o futuro é uma mensagem de “confiança e de rejeição também a um tipo de política que não deve fazer escola aqui em Cabo Verde”, sendo, a seu ver, estes resultados uma lição à oposição.

Ulisses Correia e Silva disse que deseja a maioria absoluta porque quer ter estabilidade para governar, já que, sustentou, este percurso a partir de agora vai ser “muito exigente”. 

“Vamos ter necessidade de ter um suporte parlamentar maioritário que permita, por exemplo, fazer aprovar o Orçamento de Estado”, disse. 

Às legislativas deste domingo, 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP. 

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, o PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), o PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África). 

Nas eleições legislativas de 20 de Março de 2016, o Movimento para a Democracia (MpD) venceu com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três. 

ZS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos