Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Fogo: UCID considera que ilha do Fogo carece de infra-estruturas básicas para desenvolvimento

São Filipe, 10 Abr (Inforpress) – O líder regional e cabeça-de-lista da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) para o círculo eleitoral do Fogo, Pedro Ribeiro, disse hoje que a ilha carece de infra-estruturas básicas para desenvolvimento.

Pedro Ribeiro disse que ao longo das actividades de pré-campanha e também em plena corrida eleitoral, os membros e integrantes da candidatura da UCID estiveram no terreno a percorrer todas as colinas, vales e achadas dos três municípios da ilha do Fogo e constataram miséria, pobreza e uma população a viver com extremas dificuldades.

“Tivemos o cuidado de ouvir as pessoas, porque estivemos no terreno e evidenciámos uma população a viver em extrema pobreza e miséria, identificámos uma falta tremenda de infra-estruturas básicas na ilha do Fogo e, como tal, nós, políticos, temos o dever de garantir todas as condições para que o Fogo descole, cresça e se desenvolva”, explicou Pedro Ribeiro.

O candidato da UCID disse que há condições para a “criação de um cais e de um porto de médias dimensões nos municípios dos Mosteiros e de Santa Catarina” e, naturalmente, mais investimentos na modernização do porto do Vale dos Cavaleiros e, também, criar de raiz um verdadeiro cais de pesca, em São Filipe.                                                                                              

Pedro Ribeiro sugeriu, igualmente, a realização de “um estudo detalhado para a construção de um hospital, moderno e funcional, que sirva os municípios dos Mosteiros e de Santa Catarina” além de considerar viável um aeroporto nos Mosteiros e um aterro sanitário para o concelho de São Filipe.

O candidato considerou que a região vive este momento de sub-desenvolvimento porque o Executivo não concebeu nem definiu uma política abrangente a todos os sectores para alavancar o desenvolvimento humano e social da ilha e restaurar a confiança dos foguenses.

Pedro Ribeiro denunciou a inexistência de incentivos e os apoios necessários nos sectores dos Transportes, da Saúde, da Agricultura, das Pescas e da Juventude durante os cinco anos do actual mandato.

Na ilha do Fogo, as acções de campanha da candidatura da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) continuam suspensas e deverão arrancar na próxima segunda-feira.

Às legislativas do dia 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais 10 no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

PPM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos