Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Fogo: PAICV propõe dotar ilha de um aterro sanitário e projectar rede de esgotos para os três centros urbanos

São Filipe, 10 Abr (Inforpress) – A proposta da candidatura do PAICV para o sector de saneamento passa por dotar a ilha do Fogo de um aterro sanitário e trabalhar nos projectos para rede de esgotos para os três centros urbanos.

A cabeça-de-lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) pelo círculo eleitoral do Fogo, Eva Ortet, afirmou que neste momento a ilha tem que ter um aterro sanitário para servir os três municípios, salientando que, por exemplo, que em São Filipe a questão da lixeira é para ser resolvida neste mandato.

“A nossa proposta é construir um aterro sanitário para os três municípios e começar a trabalhar o projecto para rede de esgotos nos três centros urbanos da ilha (São Filipe, Cova Figueira e Igreja)”, disse a cabeça-de-lista, considerando que é uma questão fundamental e é necessário avançar com este projecto de rede de esgotos.

Outro compromisso da candidatura do PAICV é proceder à ligação de energia e água a todas as famílias da ilha do Fogo.

A cabeça-de-lista que esta semana esteve por duas vezes no município de Santa Catarina e uma vez nos Mosteiros, disse que em relação a Santa Catarina a questão que preocupa a candidatura foi a promessa feita pelo anterior Governo sobre Chã das Caldeiras que não foi cumprida.

Segundo a mesma, ainda existem famílias deslocadas desde 2014 que ainda vivem em casas alugadas e que o presidente da câmara, tomando conhecimento de se tratar de uma “família de cor política diferente não paga renda” e essas famílias estão com problemas com proprietários das casas.

Esta lembrou que o assentamento foi “prioridade das prioridades” para Chã das Caldeiras e passados cinco anos não há assentamentos e 39 famílias estão sem casas, sublinhando que “é triste ver como algumas famílias estão moradas em Chã das Caldeiras que foi totalmente abandonada por este Governo”.

De acordo com a candidata, a adega definitiva ainda não saiu do papel, assim como as infra-estruturas básicas, referindo ainda que devido a pandemia o escoamento do vinho foi praticamente nulo, e neste momento os produtores de vinho estão com dificuldades e a fazer contas como equacionar a questão para salvar a próxima campanha vindima que se avizinha.

Hoje a campanha decorrerá em Monte Largo, estando previsto um encontro para o final de dia em Roçadas, Santa Catarina contando com a cabeça de lista, Eva Ortet.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

JR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos