Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021: “Eleger quatro deputados é uma vitória que sabe a pouco” – António Monteiro (c/áudio)

Mindelo, 18 Abr (Inforpress) – O líder da União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID) disse que eleger quatro deputados “foi uma vitória que sabe a pouco”, mas que o partido sai desta eleição com um “sentimento do dever cumprido”.

António Monteiro, cabeça-de-lista pelo círculo eleitoral de São Vicente, reagia aos dados provisórios das eleições legislativas que colocam o MpD como vencedor destas legislativas e que apontam quatro deputados para a UCID, todos eleitos pelo círculo eleitoral de São Vicente.

Segundo António Monteiro, a UCID “fez de tudo” para melhorar a gestão do País, mas “infelizmente o povo é quem mais ordena”, pelo que, prometeu, o partido continuará a trabalhar para que Cabo Verde “ganhe e fortaleça” a sua  democracia.

Para António Monteiro, o facto de o partido ter aumentado o seu escore e de ter elegido quatro deputados em São Vicente “é uma vitória que sabe a pouco”, na medida em que os objectivos que o partido colocou eram “nobres e interessantes” e entendiam que “o País precisava de um novo rumo”.

“ O povo assim não entendeu e portanto nós enquanto democratas cristãos temos é que aceitar e acatar o veredicto popular e predispomos na totalidade para ajudar o País em tudo o que for a nossa competência e em tudo aquilo que a nossa capacidade técnica intelectual e política nos permitir para darmos este povo a este País um caminho diferente”, afirmou o reeleito deputado.

Conforme o político, a campanha “não correu bem para a UCID”, na medida em que houve um “descontrolo e uma forma muito indelicada de se fazer a política”, porque “o povo não votou de forma tranquila”.

“Eu falo isso com conhecimento de causa pelo menos aqui em São Vicente. Não houve uma votação tranquila. As pessoas foram pressionadas, levadas a votar neste ou naquele partido e portanto a UCID entende que a nossa democracia continua a dar sinais de ser uma democracia que precisa ser aprimorada”, criticou a mesma fonte, defendendo que os políticos e cidadãos devem fazer de tudo para ter “liberdade e voto em consciência”.

A intervenção de António Monteiro que estava a ser transmitida pela Televisão de Cabo Verde (TCV) foi entretanto interrompida para dar lugar à reacção do candidato vencedor destas eleições, Ulisses Correia e Silva, o que, para o líder da UCID, tratou-se de uma “situação caricata e de falta de respeito” da TCV.

“Temos aqui uma situação que é caricata e não posso deixar que as pessoas não saibam o que está a acontecer neste momento. Estávamos em directo para a televisão e a televisão resolveu cortar sem nenhum mínimo de respeito para com a UCID e para com o jornalista da própria televisão que aqui está”, explicou António Monteiro, para quem tal atitude mostra “o quão indisciplinadas são as pessoas” que dirigiriam o programa de análise dos resultados das eleições.

 Os dados provisórios das eleições legislativas deste domingo apontam maioria absoluta do Movimento para Democracia (MpD), com 49,1 por cento (%) dos votos, elegendo 36 deputados, seguido do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), com 38% dos votos elegendo 28 deputados, e a UCID, com 9%, elegendo quatro deputados, mais um dos que as legislativas de 2016.

Às  legislativas do dia de hoje para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

CD/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos