Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Brava: PAICV quer regionalização que cria serviços do Estado na ilha

Nova Sintra, 15 Abr (Inforpress) – A candidatura do PAICV para o círculo eleitoral da Brava às eleições legislativas do dia 18 defende um modelo de regionalização que passa pela reformulação da administração pública e que sirva para o desenvolvimento da ilha.

Clóvis Silva, cabeça-de-lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), que neste penúltimo dia da campanha está em Pedra Molar e Cova Joana, defendeu a revisão da estrutura do organograma da administração pública para que haja serviços do Estado na Brava.

“Isto, para que a utilização dos recursos do Estado parta de uma decisão da Brava para a definição do bolo nacional e que tenha representação do sector público em todos os sectores”, explicou, considerando, que até agora, a ilha depende do reflexo do que é decidido a nível nacional.

Essa regionalização, acrescentou, tem que levar autonomia administrativa às localidades e às ilhas e repensando todas as direcções-gerais e estrutura do Estado.

“Não apoiamos o modelo de regionalização levado ao Parlamento pelo MpD mas, no entanto, todas as ilhas estão sentir o impacto da centralização da ilha de Santiago, que tem criado dificuldades em fazer chegar os recursos do Estado à Brava”, observou.

A candidatura “tambarina” reforçou que pelo facto da disponibilização de recurso ser calculado de acordo com população e território, a ilha vai ser sempre prejudicado por esse critério “embora seja justo”.

“Mas esse critério tem que mudar para que o desenvolvimento de Brava seja uma decisão da própria ilha”, defendeu o candidato, para quem a regionalização tem de abranger a forma  da distribuição do poder para as regiões.

“O posicionamento sobre a regionalização tem como base o apelo à Brava e, se for novamente ao Parlamento, vamos defender a ilha independentemente do partido político “, assegurou Clóvis Silva.

A candidatura do PAICV encerra a campanha eleitoral esta sexta-feira, em Baleia e Nossa Senhora do Monte e uma passeata com concentração a partir de cada localidade, culminando na cidade de Nova Sintra.

Da lista do MpD para o círculo eleitoral da Brava consta ainda Samuel Varela, Domingos Coelho, Viriato Gomes, Autélia Mascarenhas e João Paulo Silva, é o mandatário desta campanha.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos