Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Boa Vista: PAICV suspende actividades agendadas para este sábado

Sal Rei, 03 Abr (Inforpress) – O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) suspendeu todas as actividades agendadas para hoje, na Boa Vista, devido ao falecimento da mãe de um dos elementos da comitiva tambarina.

A informação foi hoje avançada, via telefone, pelo segundo da lista do PAICV, Gilda Ramos.

Hoje, o partido tinha agendado estar, durante a parte da manhã na cidade de Sal Rei a fazer contactos porta-a-porta, seguindo um almoço com os pescadores nos bairro da Boa Esperança, para na parte da tarde participar em actividades religiosas. 

Na sexta-feira, na localidade de Bofareira, o cabeça-de-lista do PAICV para o círculo da Boa Vista, Walter Évora, apontou o sector da saúde como sendo dos mais fragilizados na ilha que “está completamente dependente de evacuações médicas”.

“A Saúde na Boa Vista é um dos sectores mais fragilizados e uma das maiores reivindicações da população. Neste momento a ilha está completamente dependente de evacuações médicas”, realçou.

Walter Évora disse ainda que, se acontecer algo hoje na Boa Vista, não há como socorrer uma pessoa, a não ser tentar trazer um dos aviões quando só há dois voos por semana.

“Uma ilha que depende de evacuações tem apenas dois voos por semana. Se acontecer algum problema num dia em que não há voo… é um problema. Há que investir, não há outro caminho”, defendeu.

Para este cabeça-de-lista é necessário investir na saúde, um investimento que passa pela criação de um hospital de raiz na ilha, com todas as valências, porque, referiu, que não se pode continuar a considerar a Boa Vista como uma ilha com apenas 17 mil pessoas.

“Boa Vista é uma ilha que tem 17 mil pessoas, mas há milhares de turistas que chegam todas as semanas. E se não temos um sector de saúde forte, nós também não conseguiremos alavancar todo o sector do turismo”, frisou, afirmando que, no contexto actual em que se vive por causa da pandemia, outros destinos estão muito mais avançados podendo fazer testes de covid-19, por exemplo, e Boa Vista está sem alternativas.

Walter Évora afirmou igualmente que o Centro de Saúde tem várias deficiências e, por isso, precisa de investimentos em materiais, profissionais e especialistas para que possa dar à população da Boa Vista o mínimo de condições para ter uma saúde com dignidade. 

Nestas legislativas, em que os eleitores são chamados às urnas no dia 18 de Abril para  a eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

GSF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos