Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Legislativas 2021/Boa Vista: “Nós aceitamos e respeitamos a decisão popular”, Walter Évora

Sal Rei, 19 Abr (Inforpress) – O cabeça-de-lista do Partido Africano da Independência de Cabo Verde  (PAICV) pelo círculo eleitoral da Boa Vista, Walter Évora, reagiu ao resultado do pleito deste domingo afirmando que o seu partido aceita e respeita a decisão popular.

Em declarações à Inforpress, Walter Évora, que se conseguiu eleger para uma das duas vagas da “ilha das Dunas” no parlamento, afirmou na sua primeira reacção após conhecer os resultados que o PAICV na Boa Vista conseguiu alcançar o primeiro objectivo que era de eleger um deputado para a ilha.

“Naturalmente que nós estávamos à espera de um resultado diferente. Esperávamos ganhar as eleições na ilha da Boa Vista, muito pela forma como fomos recebidos ao longo de toda a campanha eleitoral. Mas não conseguimos este objectivo de ter um resultado simbólico”, acrescentou, completando que “quando o povo decide, decide sempre bem”.

Entretanto, Walter Évora disse que a candidatura que liderou aceita e respeita a decisão popular.

“Iremos continuar a defender a ilha da Boa Vista a nível do parlamento cabo-verdiano e a fazer com que os compromissos que foram assumidos durante a campanha eleitoral pelo Movimento para a Democracia (MpD) sejam cumpridos efectivamente”, acrescentou.

Este agora deputado eleito pelo PAICV afirmou ainda que as forças políticas ainda estão “bastante equilibradas” na ilha Boa Vista.

“Tivemos uma vitória nas eleições autárquicas no dia 25 de Outubro e continuamos a ser o poder local, agora nas eleições legislativas não conseguimos ganhar, mas claramente que continuamos a ter um equilíbrio em termos das principais forças políticas”, prosseguiu.

Walter Évora pontuou ainda o facto do PAICV continuar a vencer as eleições no principal centro da ilha que é a cidade de Sal Rei e também “uma vitória interessante e muito importante” em Cabeça de Tarrafes, no norte da ilha, onde nunca tinha vencido”, relatou.

“Conseguimos equilibrar o interior da ilha da Boa Vista, mas tivemos um resultado que por 72 votos não conseguimos vencer as eleições”, finalizou.

Às legislativas deste domingo, 18, para a eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorreram seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorreram em todos os círculos, o PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), o PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e os três da diáspora) e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

Nas eleições deste domingo o Movimento para a Democracia e o Partido Africano da Independência de Cabo Verde repartiram os dois deputados para o círculo eleitoral da Boa Vista.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos