Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Karaté: José Luís Correia renuncia ao cargo de director técnico da Federação

Cidade da Praia, 21 Mai. (Inforpress) – O director técnico da Federação Cabo-verdiana de Karaté (FCK), José Luís Correia, renunciou esta segunda-feira ao cargo, que vinha ocupando há 12 anos “ininterruptos com o sentido do dever cumprido”.

O pedido formal deu entrada junto da Assembleia-geral da FCK para apreciação e deliberação, com o argumento de que “a hora é sempre hora”.

“Porque o princípio da democracia desportiva tem sido o factor impelente do meu ser e estar no desporto de combate que, na minha óptica, é a pátria das nobres cinco máximas de karaté: carácter, sinceridade, etiqueta, esforço e autocontrolo, decidi renunciar ao cargo de director técnico da Federação Cabo-verdiana de Karaté”, justificou esta sua decisão.

“Debaixo do calor do kimono que vergo e que protege o nosso corpo enquanto templo que alberga e protege o nosso espírito de artista marcial, tomei esta decisão. São 12 anos de mandatos ininterruptos”, ressalvou.

No Estado de direito democrático há que ter sucessão, lê-se na missiva deste experiente sensey, que enalteceu o facto de “ter ajudado Cabo Verde a ter a Federação de Karaté, em 2006, “pelejando contra o mar e vento”, no quadro de um processo que tinha que passar pela criação da Associação de Santiago Norte de Karaté” de que, também, foi um dos mentores e dirigentes.

Correia disse que estriba nos “retros aludidos princípios para dizer a todos os colaboradores e apologistas da verdade desportiva que tudo se reputa de benévolo para o karaté nacional, executado pela comissão técnica por ele liderada”, realçando que foi o resultado do somatório das vontades e dos sacrifícios de todos os integrantes, no limite das possibilidades.

Promete continuar a trabalhar, agora, na sua escola “Centro Pedagógico de Karaté-DO”, na cidade de Assomada, ao lado dos seus alunos, de todas as faixas, para “acolher todo o mundo com a modéstia expressão de ordem “OSS”.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos