Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

JpD diz que no OE’2021 constam medidas “altamente benéficas” para a juventude (c/áudio)

Assomada, 10 Dez (Inforpress) – O presidente da Juventude para a Democracia (JpD), Euclides Silva, criticou hoje o PAICV pelo voto contra o Orçamento do Estado para 2021 (OE’2021) e assegurou que no mesmo constam medidas “altamente benéficas” para a juventude cabo-verdiana.

Euclides Silva regia assim às declarações do presidente da Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (JPAI), Fidel de Pina, que criticou, quarta-feira, em conferência de imprensa, as políticas para a juventude contidas no OE’2021, reiterando que as mesmas “ficam muito aquém das respostas” e “ignoram as necessidades” dos jovens.

“As afirmações da JPAI não têm qualquer conexão com a realidade, e é apenas mais um número que esta instituição já nos habitou a fazer. Este orçamento tem rubricas para apoiar jovens para a formação profissional, para inserção no mercado de trabalho, para o ensino superior, com previsão para mais de 1000 bolsas de estudo e para apoiar estudantes finalistas”, afiançou líder jota.

O OE´2021, continuou, tem rubricas para ajudar as famílias na reabilitação das suas casas, para pensão social, isenção para taxistas e para os hiacistas, medidas que a seu ver vão apoiar e impactar a vida dos jovens.

“Os jovens cabo-verdianos têm que saber que todos os ganhos que temos tido a nível da formação profissional e ensino superior, onde a bolsa de estudo duplicou e passou de pouco mais de 600 para mais de 1000 por ano, não contaram com os votos do PAICV, ou seja, este partido, nos últimos quatro anos, votou contra tudo aquilo que “de bom” aconteceu no quadro do Orçamento de Estado”, evocou.

Este responsável, que falava à imprensa após visitar a Universidade de Santiago (US), em Assomada, Santa Catarina, para se inteirar dos desafios que o ensino superior enfrenta em Santiago Norte,  apontou ainda a requalificação das ruas e a construção das placas desportivas um pouco por todo o País, como ganhos para a juventude que o PAICV votou também contra.

Relativamente à transparência, onde o seu congénere criticou a política do Governo na gestão dos terrenos, Euclides Silva perguntou onde estava a JPAI quando foram desviados 500 mil contos do Fundo do Ambiente.

Sobre a política da habitação social, disse que o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) deveria ter algum “recato”, isto porque, segundo ele, um partido que gastou mais de 20 milhões de contos no programa “Casa para Todos”, com casas por construir e com “falta de transferência”, não tem lições a dar ao seu partido (Movimento para a Democracia-MpD).

Ainda sobre a habitação social, lembrou que no OE’21 há rubrica para reabilitação de várias casas, que, aliás, lembrou, tem vindo a ser feita no quadro do PRRA, de Santo Antão a Brava, e que os jovens têm estado a ver, tendo em conta que os seus familiares têm sido beneficiados.

“ (…) Neste orçamento há bonificação de juros para o acesso à habitação, uma medida que o PAICV retirou e a JPAI foi cúmplice, e continua calada”, concluiu Euclides Silva, que prevê que a aposição vai votar contra o OE’2021 na especialidade, em debate no Parlamento na sessão desta quarta-feira.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos