Jovens estagiários da NOSiAkademia desenvolvem projectos no âmbito da pré-incubadora TICSEED

Cidade da Praia, 16 Fev (Inforpress) – Dez jovens estagiários do NOSiAkademia estão a desenvolver vários projectos de “grande impacto” para o arquipélago, no âmbito da pré-incubadora TICSEED, lançada hoje pelo Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI).

Fruto deste programa, segundo a administradora executiva do NOSI, Mayra Silva, foi lançada na manhã de hoje, na Cidade da Praia, a plataforma digital de registo e acesso ao cidadão nacional a tarifas aéreas especiais, concebida pelos jovens que fazem parte do NOSiAkademia, sob a coordenação do NOSI.

“É com muito agrado que lançamos hoje essa solução e já temos dez jovens que estão nesse programa desenvolvendo outras soluções de grande impacto para o arquipélago. Lançamos hoje um de muitos outros que vão estar disponíveis brevemente”, enfatizou.

Conforme explicou, a pré-incubadora TICSEED foi repensada, uma vez que, antes o TICSEED era um programa de capacitação para os jovens interessados em levar os seus conhecimentos para fora do País.

Hoje, prosseguiu, a pré-incubadora TICSEED permite “ajudar e apoiar” os jovens que fazem parte da NOSiAkademia e que querem ser empreendedores a estarem cada vez “mais preparados” para o mercado do trabalho.

“Na prática conseguem compreender como é que funciona o mercado do trabalho porque é um produto de muita importância e de relevância para Cabo Verde e para a transformação digital (…). Estamos a capacitar os nossos jovens, tanto para o nosso mercado nacional, como internacional”, salientou.

Ainda através desta pré-incubadora TICSEED, prosseguiu, vão conseguir ter soluções de uma forma “mais ágil e mais rápida” para dar resposta aos sectores que precisam de soluções deste nível.

Na mesma cerimónia, o NOSI procedeu ao lançamento do seu novo portal, que segundo a administradora executiva, é suportado por uma tecnologia internacional “muito mais segura” e que os vai permitir ter “mais flexibilidades” no desenvolvimento dos portais.

Para o secretário de Estado para a Inovação, Pedro Lopes, que presidiu a cerimónia de lançamento desses programas, hoje cada vez mais é uma realidade no País soluções tecnológicas desenvolvidas por jovens que terminam a sua formação.

“É uma realidade porque há um apoio. No nosso País temos dado passos muito relevantes naquilo que toca a esse sector”, concluiu.

AM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos