Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Jovens criam plataforma de compra online para facilitar dia-a-dia dos cabo-verdianos (c/áudio)

Cidade da Praia, 18 Nov (Inforpress) – Quatro jovens que fazem parte da empresa Globalsys criaram uma plataforma de compra online “Kumpra li” com intuito de tornar “mais prático” o dia-a-dia dos cabo-verdianos, apresentando soluções que agilizam as demandas do seu utilizador.

Ailine Brito, Derrik Fernandes, Henrique Teixeira e Remilson Semedo, formandos em contabilidade e administração, marketing e em informática, criaram em 2018 o portal de serviço Global Services que presta três serviços terceirizados como publicidade, informática e gestão financeira, mas agora vão avançar com um serviço de compra online através da plataforma “Kumpra li”.

Segundo Henrique Teixeira, o “Kumpra li” é uma plataforma que faz com que as lojas cheguem ao cliente de uma forma “fácil, rápida e num só click”.

“Inicialmente estamos a dar cobertura somente na cidade da Praia, mas o objectivo é ampliar para todos os concelhos do país. Como estamos a ver, hoje, o comércio electrónico está-se a modernizar muito em Cabo Verde então é nesse sentido que queremos implementar essa plataforma para que os fornecedores ou as lojas estejam cada vez mais próximos dos seus clientes no dia-a-dia”, afirmou.

Esta plataforma, informou a jovem Ailine Brito, oferece produtos de vários tipos, desde electrodomésticos, livraria/papelaria, informática, telemóveis e acessórios, imagens e sons, saúde e beleza, casa e decoração, moda e acessórios, auto e moto, videojogos, escritório e mobiliário.

Neste momento, oito lojas já abraçaram este projecto e, conforme explicou, os produtos serão entregues directamente aos consumidores pelo Globalsys, mas posteriormente cada loja irá gerir a sua conta e passarão a fazer as respectivas entregas.

Fez saber que os preços aplicados são iguais às das lojas, só que a diferença é que o cliente pode fazer a compra “no conforto da sua casa”, paga através do cartão 24 ou visa e depois recebe o produto.

Mas para isso, sublinhou, os interessados têm que cadastrar de modos a efectuarem e receberem os seus pedidos de qualquer ponto do país e em qualquer momento, necessitando apenas de acesso à internet.

Estes jovens, que contam com apoio financeiro da Cabosis, estão a trabalhar para prestar serviços como financiamento colectivo e outros serviços que o mercado necessite.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos