José Gonçalves diz que deixa Governo com sentimento de dever e missão cumpridos

Cidade da Praia, 10 Jan (Inforpress) – O ex-ministro do Turismo e Transportes e ex-ministro da Economia Marítima, José da Silva Gonçalves, disse hoje que deixou o Governo com o sentimento de dever e missão cumpridos.

O ex-governante, que deixa o executivo por razões pessoais, afirmou que os desafios foram grandes, mas que deixou soluções, cujas implementações devem agora ser continuadas pelos seus sucessores, tendo em vista o sucesso almejado.

“Estamos de parabéns e pessoas bem conhecidas vão agora assumir os dois ministérios que antes estavam sob a minha responsabilidade”, disse fazendo alusão ao novo ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga, e o novo ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos.

José Gonçalves, que falava aos jornalistas no final da cerimónia de posse de três novos membros do Governo, disse acreditar que com as soluções encontradas, os ministros ora empossados terão condições para com zelo cumprir tudo aquilo que está no programa do Governo e fazer com que Cabo Verde seja um país desenvolvido e mais inclusivo.

Como ministro de um vasto Ministério de Economia e Emprego até Janeiro de 2018, José Gonçalves passou depois com a remodelação governamental a tutelar dois ministérios, em duas ilhas diferentes, o Ministério do Turismo e Transportes, na Praia e o Ministério da Economia Marítima, no Mindelo.

Com a sua saída agora os dois ministérios foram assumidos por dois novos ministros. O secretário de Estado da Economia Marítima, Paulo Veiga, que com ele trabalhou foi promovido ao cargo de ministro e entrou um novo membro para se ocupar da pasta de Turismo e Transportes, o economista Carlos Santos.

Com mais esta remodelação governamental, o executivo de Ulisses Correia e Silva, em funções desde Abril de 2016, passa a contar com o primeiro-ministro, um vice-primeiro-ministro, um ministro de Estado, 12 ministros e cinco secretários de Estado.

MJB/CP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos