Jornalistas cabo-verdianos participam no seminário para oficiais de imprensa na China

 

Pequim, China, 09 Jun (Inforpress) – Um total de 18 jornalistas cabo-verdianos de diversos órgãos públicos e privados iniciou hoje em Pequim, China, um seminário de formação para oficiais de imprensa em países em desenvolvimento.

O evento é promovido pelo Ministério do Comércio da República Popular da China e organizado pelo Grupo Internacional de Publicação da China (CIPC – sigla em inglês) e visa desenvolver a amizade tradicional e a cooperação entre a China e os países em desenvolvimento e ajudar no desenvolvimento de recursos humanos e da sociedade económica desses países.

Segundo o vice-presidente do Centro de Formação do CIPG, Li Hengtian, o seminário que se prolonga até ao dia 27 deste mês, vai desenrolar-se em três momentos designadamente palestras temáticas, discussões e comunicação sobre negócios e visitas às empresas do sector da comunicação social e aos patrimónios culturais.

Temas como “A situação actual do desenvolvimento da nova mídia e jornalismo da China”, “Tradição cultural e perfil nacional da China”, “Relação sino-africana e ajuda chinesa para África” e “A cooperação entre China e Cabo Verde: a iniciativa ‘um cinturão e uma rota”, fazem parte dos temas a serem desenvolvidos durante o seminário.

Li Hengtian espera que no final, os jornalistas cabo-verdianos possam conhecer melhor a realidade económica e cultural da China, através das visitas órgãos públicos e privados e conversas com especialistas conheçam o estádio de desenvolvimento do jornalismo da China, bem como a aplicação da tecnologia na mídia chinesa.

“Queremos que tanto na vida quotidiana como profissional os senhores possam aproveitar esta oportunidade para conhecer as novas ideias de China sobre o desenvolvimento económico e também construção da comunidade. Em geral, esperamos que os cabo-verdianos possam utilizar os seus olhos e as suas canetas para escrever sobre a China verdadeira e expressar o valor dos seus povos”, disse na cerimónia de abertura.

Por seu lado, o representante dos formandos, o jornalista Odair Santos, falou dos primórdios da cooperação entre China e Cabo Verde e da contribuição que esta grande potência vem dando para o desenvolvimento do arquipélago nas diversas áreas.

“Na área da imprensa há poucos meses doou alguns materiais para todos os meios de comunicação do país”, recordou adiantando que a mesma pode ainda ajudar na modernização tecnológica das rádios, das televisões, dos jornais e da agência de notícias”, disse Odair Santos.

“Uma área, do nosso ponto de vista, muito importante, é convergência das mídias. Nós estamos satisfeitos por estar aqui a participar nesse seminário não só porque cobrimos os acontecimentos que envolve a China em Cabo Verde, mas também porque queremos perceber como a mídia na China ajuda na preservação dessa cultura milenar no país”, acrescentou.

A abertura do seminário foi presidida pelo vice-presidente do CIPC, Wang Gangyi, que destacou a importância da cooperação sino-cabo-verdiana, realçando que a China realizou cooperação com Cabo Verde desde dois anos após à independência cabo-verdiana.

Por outro lado, destacou a importância do papel dos jornalistas no reforço da cooperação bilateral existente entre os dois Estados, sublinhando que o jornalismo e a imprensa são um ponto importante da comunicação entre os povos.

Esta é a segunda vez que o Governo chinês realiza este seminário para oficiais de imprensa cabo-verdianos.

MJB/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos