Jornalista Nélio dos Santos convidado para director da Rádio de Cabo Verde (corrigido)

Cidade da Praia, 24 Abr (Inforpress) – O jornalista Nélio dos Santos vai ser o novo director da Rádio de Cabo Verde (RCV), segundo decisão do conselho de administração (CA) da RTC, e assumirá as funções a partir de 06 de Maio.

Contudo, a posse do novo director só sera efectivada caso forem favoráveis as necessárias diligências junto da Autoridade Reguladora para a Comunicação Social (ARC) e o parecer do conselho de redacção da estação.´

Em comunicado, a Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (AJOC) informa que recebeu na última terça-feira, o pedido de exoneração do jornalista, que exercia o cargo de vice-presidente da associação.

“A direcção da AJOC reuniu-se em sessão extraordinária no dia 11 de Abril com o objectivo de se inteirar do convite que o vice- presidente teria recebido do CA da RTC para exercer as funções de director da Rádio de Cabo Verde. No dia 16 de Abril, a Direcção da AJOC enviou uma nota a Nélio dos Santos, pedindo-lhe que clarificasse a sua situação enquanto dirigente do sindicato dos jornalistas”, lê-se na nota.

Segundo o comunicado, Nélio dos Santos, reiterou a sua posição em relação ao Código de Ética e de Conduta da RTC tendo sublinhando que a sua reserva irá manter quanto aos pontos que podem violar as normas e princípios que regem a profissão de jornalista.

“A minha posição é pública e é do conhecimento de cada membro da direcção da AJOC, de vários associados e do conselho de administração da RTC. Na nova missão que aceitei abraçar, considero que tenho uma soberana oportunidade de fazer aproximar as posições quer da AJOC quer do conselho de administração da RTC quer do colectivo da RCV, de forma a diminuir ou acabar com o mal-estar que tem condicionado de certa forma o normal funcionamento da maior empresa de comunicação social do país, em parte alimentado pelo famigerado Código de Ética e Conduta”, avança o comunicado.

A direcção da AJOC reiterou o seu compromisso de defender os direitos e interesses dos sócio-profissionais jornalistas, equiparados, sobretudo dos filiados através dos meios legais e formas admissíveis num Estado de Direito Democrático, e garantiu que não desviará da luta “consistente e legítima” que tem vindo a materializar em relação ao Código de Ética e de Conduta da RTC.

A AJOC considera que este documento é um instrumento castrador dos direitos e garantias dos jornalistas e equiparados e que acaba de ser alvo de um reparo por parte dos Repórteres sem Fronteiras, no último relatório sobre a situação da liberdade de imprensa no mundo.

Nélio dos Santos vai substituir, a 06 de Maio, o director cessante, Humberto Santos que pediu demissão do cargo, a 14 de Fevereiro, alegando desgaste de um cargo “muito exigente” e que vem desempenhado há dois anos.

AV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos