“Jornada de Ádvena” vencedor do Prémio Corsino Fortes 2018 lançado hoje na Praia

Cidade da Praia, 04 Ago (Inforpress) – A obra vencedora do Prémio Corsino Fortes – Prémio BCA de literatura 2018, “Jornada de Ádvena”, do jurista Domingos Landim, foi hoje apresentada na Cidade da Praia.

Em declarações à imprensa, o autor explicou que se trata de um livro de contos que retrata a realidade cabo-verdiana e de outros países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que teve a oportunidade de visitar e conhecer durante as suas viagens.

O autor avança que esses países e o arquipélago têm em comum realidades culturais, com literatura, música, a luta pela Independência, ou seja, é um espaço riquíssimo da lusofonia onde há pontos de divergência, mas também muitos pontos de convergências.

Segundo Domingos Landim, o livro presta um tributo a José Lopes, Corsino Fortes e a Eugénio Tavares.

Vencedor do Prémio Corsino Fortes – Prémio BCA de literatura 2018, Domingos Landim disse estar amplamente “satisfeito” com este galardão que considera o maior prémio recebido em Cabo Verde.

Na ocasião disse que o lançamento deste livro só aconteceu agora por causa da pandemia, sendo que na altura se encontrava no Senegal e ficou retido durante oito meses.

Nascido em Cutelo de Covada, São Miguel, Domingos Landim é jurista e professor de formação e já lançou três obras.
Mestre em Direito, o autor tem quase uma centena de crônicas literárias espalhadas por diversos jornais e revistas em Cabo Verde, Angola e São Tomé e Príncipe.

É membro da Academia Cabo-verdiana de Letras (ACL) e da Secção Portuguesa da Amnistia Internacional, e apresenta-se como lusófono convicto e activista dos direitos humanos.

AV/JMV
Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos