Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Jorge Carlos Fonseca vai ouvir Governo sobre aumento do preço da electricidade na ordem 30,54%

Cidade da Praia, 09 Set (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, disse hoje que vai ouvir, sexta-feira, o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva sobre o anunciado aumento do preço da electricidade na ordem de mais de 30 por cento (%).

“Eu, por enquanto, tenho conhecimento também pela imprensa. É um aumento muito grande, mas a comentar fá-lo-ia depois de conversar com o Governo. Encontro-me amanhã com o primeiro-ministro nos encontros habituais das sextas-feiras, portanto é de bom tom ouvir primeiro o Governo sobre o que tem a dizer, mesmo sendo a decisão de uma agência de regulação”, disse.

Jorge Carlos Fonseca prestava declarações aos jornalistas momentos depois de receber, no Palácio Presidencial, a selecção de Cabo Verde de basquetebol sénior masculina, quarta classificada no Afrobasket’2021, realizada em Kigali (Ruanda).

O Chefe de Estado disse ainda que depois de ouvir o primeiro-ministro terá mais dados para, eventualmente, poder ter uma opinião mais concreta e mais sólida sobre o problema, “sem deixar de reconhecer que, a partida, é um aumento forte e que tem implicações a nível dos cidadãos em geral, das famílias, das empresas”.

“Mas ouvi declarações do ministro responsável pela energia hoje de que o Governo ia adoptar medidas, não disse quais, que podiam mitigar ou atenuar os efeitos negativos que essa subida poderia ter no tecido empresarial e, sobretudo, na vida do cidadão comum”, acrescentou.

De acordo com a nova actualização divulgada no início deste mês, as tarifas de electricidade da Electra sofrem um ajuste de 6,43 escudos por quilowatt/hora (kwh) facturado e em todos os escalões, correspondendo a um aumento da tarifa média ponderado pelas quantidades facturadas de 2020 de 30,53%.

Em relação às tarifas da AEB, sofrem um ajuste de 5,80 escudos para cada kwh facturado e em todos os escalões, correspondendo um aumento da tarifa média ponderado pelas quantidades facturadas de 2020, de 24,55%.

GFS/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos