Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Japão regista primeira morte mundial por vírus raro transmitido por gato

 

Tóquio, 25 Jul (Inforpress) – O Japão anunciou hoje o primeiro caso mundial de contágio humano com o vírus da Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia numa mulher que morreu depois de ser mordida por um gato.

A mulher morreu no ano passado devido ao SFTSV (sigla de “Bunyavirus do Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia”), um vírus raro identificado pela primeira vez na China em 2010 e cujos primeiros contágios se registaram no Japão em 2013, indicou em conferência de imprensa o Ministério da Saúde japonês.

Todos os casos detectados até à data em humanos – a maioria em zonas rurais da China – tinham sido em pacientes picados por carraças, pelo que os cientistas acreditavam que esta era a única via de transmissão do vírus.

A doente, de cerca de 50 anos, não mostrava sinais de picadas dos parasitas, mas foi mordida por um gato de rua, que tinha apanhado para levar a um veterinário.

A mulher morreu dez dias depois de ter sido mordida, com febre alta e outros sintomas graves causados pelo SFTS, para o qual não existe tratamento, indicou o Ministério.

Até agora registaram-se 266 infecções de SFTS em seres humanos no Japão, das quais 57 morreram, enquanto na China registaram-se várias centenas de casos, principalmente no centro e nordeste do país, e na Coreia do Sul detetaram-se também várias dezenas de contágios.

Os principais sintomas que provoca são febre, trombocitopenia [diminuição das plaquetas sanguíneas], problemas gastrointestinais e leucopenia, e a sua mortalidade situa-se entre 12 e 30% dos casos.

Lusa/Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos