Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Japão doa a Cabo Verde 1.445 toneladas de arroz para dar resposta aos desafios da segurança alimentar e da pandemia

Cidade da Praia, 30 Abr (Inforpress) – Cabo Verde recebeu hoje, na Cidade da Praia, do governo japonês 1.445 toneladas de arroz, para dar resposta aos desafios da segurança alimentar e da pandemia da covid-19 no país, no valor de 170 milhões de escudos.

Este apoio enquadra-se no âmbito das relações de amizade e de cooperação entre os dois países e constitui donativo do governo nipónico referente ao ano fiscal de 2019.

No acto informal de entrega, que aconteceu por vídeo-conferência, o embaixador do Japão residente em Dakar, Arai Tatsuo, esclareceu que este apoio se insere no âmbito da ajuda não reembolsável que contribuirá para a segurança alimentar decorrente da pandemia da covid-19 e dos efeitos da seca.

“Esta ajuda é simultaneamente a expressão do nosso apoio e da nossa confiança no Governo e por Cabo Verde ser um parceiro privilegiado”, acrescentou, o diplomata, ajuntando que essa cooperação permite também financiar projectos de desenvolvimento socio-económico.

O embaixador recordou, por isso, que o Japão tem colaborado, desde há muito tempo, para o desenvolvimento de Cabo Verde em diversos domínios, designadamente a energia, a água, a agricultura, a alimentação, a redução dos riscos de catástrofes, a educação e a saúde.

“Por isso, reafirmamos o compromisso do Japão de continuar a apoiar o desenvolvimento de Cabo Verde e a reforçar as nossas excelentes relações de amizade e cooperação “, garantiu Arai Tatsuo.

Por sua vez, o director nacional de Assuntos Políticos, Económicos e Culturais, Júlio Morais, reconheceu que este donativo vai ajudar o país a combater os impactos da covid-19, lembrando que as Nações Unidas apontaram que em Cabo Verde os impactos económicos da pandemia serão mais negativos em todo o continente africano.

Júlio Morais referiu ainda que com a pandemia houve a redução de mais 75 por cento (%) nas receitas do turismo, uma recessão económica de 15% em 2020, e duplicação do desemprego e dos níveis de pobreza extrema.

“Perante essa situação, ter ao nosso lado um parceiro amigo para nos ajudar nesta luta titânica constitui um motivo de grande satisfação e orgulho”, notou.

Esta ajuda alimentar, cuja descarga teve lugar de 03 a 08 de Abril no porto da Praia, avançou uma nota de imprensa, inclui duas variedades de arroz sendo uma de origem japonesa e outra tailandesa.

 “A ajuda alimentar japonesa vem ajudando as autoridades cabo-verdianas na resposta aos desafios ligados à segurança alimentar e nutricional, contribuindo para o aumento da disponibilidade de cereais e estabilidade de preços no mercado”, salientou a nota, que recorda que em Outubro de 2020, Cabo Verde recebeu a primeira remessa de donativos de 2.629 toneladas de trigo.

A mesma fonte perspectivou que com o valor dos cereais em todo o território nacional cria-se um fundo de contrapartida para financiar projectos de desenvolvimento sócio-económico nas áreas da agricultura, segurança alimentar e disponibilidade de água, com impacto na melhoria das condições de vida dos cabo-verdianos.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos