Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Israel alivia restrições na Faixa de Gaza

Jerusalém, 01 Set (Inforpress) – Pela primeira vez desde a guerra entre Israel e Gaza, o Estado hebreu reabriu hoje a passagem de Kerem Shalom e alargou a zona de pesca no enclave palestiniano controlado pelo Hamas, disseram as autoridades.

Israel fechou Kerem Shalom, o único ponto de passagem israelita de mercadorias para a Faixa de Gaza, durante a guerra de 11 dias com o Hamas em Maio, apenas para a reabrir gradualmente após os confrontos mortais. O mesmo se aplica à zona de pesca deste território de dois milhões de habitantes sob bloqueio israelita desde 2007.

Mas hoje de manhã, Cogat, o organismo israelita encarregado das operações civis nos Territórios Palestinianos, anunciou que “após uma avaliação de segurança e validação do nível político, foi decidido alargar a zona de pesca de Gaza para 15 milhas náuticas” e reabrir “completamente” a passagem de Kerem Shalom.

O Estado hebraico também vai entregar mais água a Gaza e aumentar de duas mil para sete mil o número de autorizações para os comerciantes da Faixa de Gaza atravessarem a passagem de Erez, a única que permite aos palestinianos do enclave entrar ou transitar por Israel, acrescentou o Cogat.

Estas medidas são “condicionadas” à manutenção da segurança no enclave, afirmou.

O anúncio ocorre dois dias uma reunião em Ramallah, na Cisjordânia ocupada, entre o Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, e o ministro da Defesa israelita, Benny Gantz, o primeiro a esse nível em anos, para discutir a segurança e a economia.

A reunião realizou-se pouco depois de o primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett, e o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se terem encontrado em Washington e alcançarem acordo entre Israel e o Qatar sobre um novo sistema de distribuição da ajuda do Qatar para a Faixa de Gaza, que ascende a dezenas de milhões de dólares por mês.

Esta ajuda mensal tinha sido bloqueada desde Maio pelo estado hebraico, que acusava o Hamas de a desviar para fins militares, o que o movimento islamista armado nega.

Nos termos do novo acordo, a distribuição da ajuda do Qatar a Gaza será agora feita através da ONU.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos