IPC prepara plano de acção para Parques Naturais de Santo Antão detentoras do prémio Mélina Mercouri

Cidade da Praia, 18 Nov (Inforpress) – O Instituto do Património Cultural (IPC) informou hoje que estão a preparar a implementação, em 2021, de um plano de acção a ser executado nos Parques Naturais de Santo Antão, detentores do prémio Mélina Mercouri.

Em 2019, Cabo Verde recebeu o galardão da edição de 2019 do prémio internacional ˈMélina Mercouriˈ da Unesco para Salvaguarda e Gestão de Paisagens Culturais, na sede da Unesco em Paris, França.

O País entregou a candidatura ao prémio para a salvaguarda do Parque Natural de Cova, no concelho do Paul e da Ribeira da Torre, no concelho do Ribeira Grande, ambos na ilha de Santo Antão e que integram a lista indicativa de Cabo Verde (desde 2004) para Unesco, pelos critérios V, VII e X.

Um ano após a atribuição deste prémio, o IPC, segundo uma publicação na sua página no Facebook, está a trabalhar neste plano em que se destaca as acções a serem implementadas no terreno conjuntamente com os parceiros locais, designadamente a sensibilização e divulgação dos valores culturais e naturais do parque, através de palestras e visitas guiadas com a comunidade estudantil.

A realização de oficinas de trabalho, nomeadamente de plantação de espécies endémicas, e de empreendedorismo/ microcrédito para as mulheres do parque, direccionado para a transformação de produtos locais (artesanato, gastronomia, cestaria, turismo de habitação, guias turísticos) com vista a criar nichos de ofertas de produtos voltados para o turismo local, e oficinas com o intuito de incentivar o recurso a técnicas tradicionais, são outras acções.

Para além dessas acções, informou, um dos principais objectivos deste plano assenta na capacitação dos jovens locais no que diz respeito ao turismo cultural.

“São objectivos específicos que o IPC propôs ao candidatar-se ao prémio, num programa de desenvolvimento sustentável até 2030”, lê-se na publicação.

O prémio internacional Melina Mercouri foi entregue, a 18 de Novembro de 2019, numa cerimónia em Paris, à margem da 40ª Conferência Geral da Unesco, pelo primeiro-ministro da Grécia, Kyriákos Mitsotákis, e pela directora geral da Unesco, Audrey Azoulay, ao presidente do Instituto do Património Cultural, Hamilton Jair Fernandes.

Esteve presente na cerimónia o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas e presidente da Comissão Nacional de Cabo Verde para a UNESCO (CNU), Abraão Vicente.

Na altura, Abraão Vicente disse que o prémio internacional Melina Mercouri da Unesco abre potencialidade das regiões de Santo Antão virem a ser classificadas património da humanidade.

AM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos