Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Integração no “top 100” do Ranking Mundial de Ecossistemas de Inovação é início de uma caminhada – Pedro Lopes

Cidade da Praia, 27 Mai (Inforpress) – O secretário de Estado para a Inovação afirmou hoje que a Integração de Cabo Verde no “top 100” do Ranking Mundial de Ecossistemas de Inovação é o início de uma caminhada e o reconhecimento internacional do trabalho feito.

Em declarações à Inforpress, Pedro Lopes disse que enquanto responsável pela área da inovação recebeu com grande satisfação a integração do país no “top 100” do Ranking Mundial de Ecossistemas de Inovação para Startups e no “Top 10” no continente africano em reconhecimento do trabalho conjunto do sector privado, dos jovens e do Governo.

A nível do continente africano, informou o governante, a ambição de Cabo Verde é de assumir a liderança em África, realçando que com essa integração o arquipélago começará a dar os passos para alcançar esse objectivo.

“É importante entrarmos neste ranking para começarmos a dar passos em frente e isto é trabalho dos nossos jovens, das nossas startups, do nosso sector privado e do Governo para que as nossas startups possam ser pequeninas hoje e amanhã tenham uma maior dimensão e comecem a empregar o maior número de pessoas”, declarou.

Para isso, reforçou, já foram lançadas as bases e criadas as condições, destacando a criação do parque tecnológico, aposta no 4G, a política de incentivo aos jovens, projecto da Cabo Verde digital, Bolsa Cabo Verde Digital a aposta na educação e entre outras como algumas medidas implementadas.

“As bases estão lançadas, desde que lançamos a Cabo Verde digital em Lisboa, assumimos com ousadia onde nós queríamos posicionar, que é exactamente um país que quer servir de porta de entrada para o continente africano no sector digital”, sublinhou.

Entretanto, revelou, o país enfrenta ainda vários desafios a serem ultrapassados, defendendo neste sentido a necessidade de se centrar o apoio no sector privado e continuar a desafiar e a motivar os jovens de que eles têm as ferramentas essenciais para contribuir, por outro lado, no desenvolvimento do país.

Defendeu ainda a necessidade de consciencializar as pessoas sobre a importância das novas tecnologias e de garantir o reforço da literacia digital, indicando, por outro lado, que Cabo Verde tem neste momento mais de 40 startups.

Cabo Verde está na 91ª posição a nível global, com 0.183 pontos e entre os 10 do continente africano, no ranking liderado pelos Estados Unidos da América, seguidos pelo Reino Unido e Israel.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos