Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Instituto do Ambiente e Escola do Governo serão lançados este ano pela Fundação José Maria Neves para a Governança

Cidade da Praia, 14 Abr (Inforpress) – O Instituto do Ambiente, Escola do Governo (FJMNG) e o Centro de Documentação são três projectos da Fundação José Maria Neves para a Governança, que serão lançados no decorrer deste ano, anunciou hoje o presidente da organização

Em declarações à imprensa , na Cidade da Praia, à margem da conferência sobre “Governação Electrónica e Desenvolvimento Sustentável”, promovida pela fundação, para assinalar o seu primeiro ano de funcionamento, José Maria Neves fez um balanço positivo, considerando que do ponto de vista institucional, a organização “cresceu muito”.

“Estamos a estabelecer um conjunto de parcerias para lançarmos o Instituto do Ambiente, que neste semestre estará de pé, e também a Escola do Governo que, entre 2018 e 2019, estará a proporcionar alguns cursos de especialização e de nível de pós-graduação nas áreas de acção da fundação”, revelou.

Quanto ao Centro de Documentação, o patrono e presidente da fundação garantiu que está a ser trabalhado, estando já em “avançado estado de organização”, para que, proximamente, poder estar a disponibilizar os “documentos, os livros e a bibliografia” nas áreas que a FJMNG intervêm.

Para o responsável, as várias conferências realizadas durante um ano de funcionamento, foram “muito importantes”, já que serviram para mostrar que é possível, a nível nacional, ter instituições independentes que contribuam para a formação de políticas públicas, para debates entre os empreendedores políticos e para o desenvolvimento global do país.

Políticas públicas, relações externas, mudanças climáticas e desenvolvimento sustentável, governança em África e governança nos pequenos Estados insulares foram alguns temas das conferências realizadas, ao lado de outras acções desenvolvidas pela FJMNG, nomeadamente o estabelecimento de parcerias com outras instituições.

“O que a FJMNG quer, é ser útil e credível, e que possa contribuir para melhor formulação de políticas públicas. Temos uma perspectiva estratégica para imaginarmos o futuro do desenvolvimento de Cabo Verde, sempre procurando o desenvolvimento sustentável, a dignidade para os cabo-verdianos e um país moderno, competitivo e desenvolvido”, frisou.

Continuar a trabalhar para estabelecer parcerias, a organizar conferências, debates, pesquisas, colocando na esfera pública novas ideias, vão continuar a ser, conforme José Maria Neves, os aspectos essenciais do trabalho da fundação que ele é dirige.

DR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos