Inspecção desmantela esquema fraudulento de emissão de vistos de trabalho na capital moçambicana

Maputo, 26 Fev (Inforpress) – A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) de Moçambique desmantelou um esquema fraudulento de emissão de vistos de trabalho a cidadãos estrangeiros na Direcção do Trabalho, Emprego e Segurança Social da Cidade de Maputo, anunciou em comunicado.

“A IGT fez um trabalho de perícia interna dos dados estatísticos de conformidade processual sobre a contratação de mão-de-obra estrangeira para as empresas da capital do país”, lê-se no comunicado da IGT.

Na sequência da investigação, uma funcionária da instituição foi expulsa da Função Pública, quando o Tribunal Administrativo concluiu haver matéria e se ter provado que a mesma protagonizou a fraude.

Outros dois funcionários ligados ao caso tiveram pena de despromoção, ou seja, perda das suas categorias profissionais durante um ano cada.

O grupo viciava as quotas reservadas a trabalhadores estrangeiros, violando a lei do trabalho e o regulamento de contratação de cidadãos não-moçambicanos, acrescenta-se no comunicado.

A Lei do Trabalho de Moçambique impõe que as pequenas empresas só podem contratar até 10% de estrangeiros do total da sua mão-de-obra, as médias até um máximo de 8% e as grandes 5%.

Em 2018, outros três funcionários estiveram envolvidos numa fraude similar que resultou na expulsão de uma técnica superior, um multado e outra que aguarda julgamento.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos