Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

INSP assinala “diminuição gradativa” dos doadores de sangue com repercussões na saúde pública

Cidade da Praia, 14 Jun (Inforpress) – O administrador do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), Júlio Rodrigues, assinalou hoje uma “diminuição gradativa” no número de doadores de sangue em Cabo Verde, com implicações na saúde pública.

O responsável falava na abertura do seminário sobre “A importância da doação de sangue”, promovido pelo INSP em parceria com o Programa Nacional de Segurança Transfusional, para assinalar o Dia Mundial do Doador de Sangue, que se comemora hoje sobre o lema “Doe sangue para que o mundo continue pulsando”.

Um momento, segundo disse, para reconhecer e felicitar os doadores de sangue pelo seu “gesto nobre”, que contribui para salvar vidas e fortalecer o sistema nacional de saúde e desenvolvimento da saúde como um todo, mas também para reforçar a informação e a sensibilização para a importância da doação.

“Muitas pessoas têm medo de doar sangue porque tem dúvidas porque se calhar pode complicar a sua vida e sua saúde ou porque não conhece os procedimentos. Então reunir parceiros é uma forma também de esclarecer, tirar dúvidas e chamar a atenção para importância desse gesto tão nobre que é doação de sangue”, explicou

Em Cabo Verde, realçou, tem-se assistido a uma diminuição das doações nos últimos anos, que é gerada, não só pelas restrições impostas pela covid-19.

Uma diminuição, que segundo indicou, acontece no momento em que o país vem crescendo, tanto em matéria de população, quanto no seu aspecto epidemiológico.

“No momento em que há mais necessidade de doação de sangue pelas doenças que aumentam e que necessitam de sangue, assistimos à diminuição gradativa de doadores de sangue e isto tem as suas repercussões na saúde pública porque pessoas que precisam de sangue ou seu derivado como plasmas ficam comprometidas e muitas vezes recorre-se a familiares e todas as tentativas para poder atrair as pessoas para a doação”, disse.

Apesar de não apresentar estatísticas comparativas, indicou que a pandemia de covid-19 veio complicar esta situação, já que muitas pessoas deixaram de procurar as estruturas de saúde seja por restrições de deslocações ou até por medo.

“No geral o que se nota, é que quem trabalha nas estruturas de saúde onde existem banco de sangue dizem, é que a percentagem diminuiu razoavelmente porque se antes estava a diminuir e com restrição diminuiu mais ainda. Por isso nós temos que trabalhar para sensibilizar encorajar as pessoas”, disse

E neste sentido disse que uma das formas de encorajar e reconhecer aqueles que regularmente doem o seu sangue.

“Cada indivíduo que nós salvamos com este gesto nobre nós estamos a contribuir para que esse coração continue a pulsar e quando muitos corações pulsam nós temos uma população mais viva e consequentemente um mundo mais vivo”, frisou

 Dados tanto da OMS como a nível nacional, apontam que durante a pandemia da covid-19 houve uma redução das doações, mas também uma redução no consumo, resultado de muitas cirurgias que deixaram de ser realizadas.

Júlio Rodrigues explicou que esta diminuição no consumo não significa redução das necessidades nos hospitais, mas um sinal de pessoas doentes deixaram de ter assistência, porque deixaram de procurar as estruturas de saúde seja por restrições de deslocações ou até por medo.

“Quanto temos muitas pessoas com restrições de mobilidade ou pessoas que mesmo por dúvidas não procuram as estruturas de saúde, isto não quer dizer que as mesmas deixaram de ter problemas ou deixam precisar de sangue”, sustentou.

A doação de sangue, realçou, é importante tanto é que a OMS lança como lema deste ano “Doe sangue para que o mundo continue pulsando”. 

Para ser doador basta que a pessoa seja maior de 18 anos, esteja saudável e não tenha doenças transmissíveis pelo sangue.

MJB/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos