Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

INPS quer aumentar participação no capital social da Caixa Económica de Cabo Verde

 

Cidade da Praia, 18 Ago (Inforpress) – O Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) encontra-se em negociações com a seguradora Ímpar para comprar as acções que esta detém no capital social da Caixa Económica de Cabo Verde (CVCV).

A informação foi confirmada hoje pelo presidente da comissão executiva na Caixa Económica de Cabo Verde, António Moreira Semedo, à margem da assinatura do acordo entre a instituição que dirige e o Governo, após ser questionado por jornalistas sobre o interesse do Estado em aumentar a sua participação no capital social da Caixa Económica, através do INPS.

“Se existe algum interesse por parte do Estado não sei, o que sei é que existem negociações entre a Ímpar e o INPS há cerca de três anos”, esclareceu.

Segundo António Moreira Semedo, a Ímpar comprou o Banco Cabo-Verdiano de Negócios (BCN) e passou a ser detentora de participação qualificada e maioritária e, no âmbito desse processo, negociou previamente em articulação com o Banco de Cabo Verde (BCV) a venda da sua participação na Caixa Económica de Cabo Verde, tendo o INPS manifestado interesse no negócio.

“O montante vai depender do valor da negociação, sendo que a última transacção em bolsa custava 2.900 escudos por acção”, disse, indicando que o capital social da Caixa Económica de Cabo Verde é de 1.392 milhões de contos, e que os 12,5% podem estar acima dos 600 a 700 mil contos.

O presidente garantiu que esta transacção “não apresenta nenhuma mudança efectiva” para a sua instituição, uma vez que o sistema de governação dos bancos é “muito bem controlado” pelo Banco Central, em que os accionistas “individualmente e dificilmente” terão a possibilidade de “controlar de forma abusiva” os destinos ou interesses dos bancos.

Com a compra dos 12,5% da ímpar, o INPS passará a deter 45% do capital social da Caixa Económica de Cabo Verde.

AV/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos