Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Inflação: Taxa de variação homóloga do IPC diminuiu para 0,8% no mês de Fevereiro

Cidade da Praia, 14 Mar (Inforpress) – A taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) diminuiu para 0,8 por cento (%) no mês de Fevereiro, inferior ao registado no mês anterior, em 0,2 pontos percentuais (p.p.), revelou hoje o INE.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística, o indicador de inflação subjacente, isto é, o índice total excluindo energia e produtos alimentares não transformados, registou uma variação homóloga de 0,1%, valor inferior à do mês anterior, em 0,1 p.p.

Entre as contribuições positivas para esta variação homóloga do IPC destacam-se as registadas nas classes do ensino, bens e serviços diversos, bebidas alcoólicas e tabaco, habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis, lazer recreação e cultura, saúde e dos hotéis, restaurantes, cafés e similares.

Por outro lado, as contribuições negativas para a variação homóloga do índice registaram-se nas classes dos transportes e do vestuário e calçado.

A variação mensal do IPC foi 0,1% (0,0% no mês anterior e 0,3% em Fevereiro de 2017), valor superior ao registado no mês anterior, em 0,1 p.p, enquanto a variação média dos últimos 12 meses fixou-se em 0,9%, taxa idêntica ao registado no mês anterior.

O INE informa ainda que as principais subidas de preços registadas pelo IPC observaram-se nos sub-grupos de frutos, equipamentos de som e imagem, bebidas espirituosas, combustíveis líquidos, enquanto as principais descidas ocorreram nos sub-grupos de outros artigos de uso pessoal não duradouro, gás, manutenção e reparações, aparelhos e materiais terapêuticos e sua reparação.

A nível regional, registaram-se variação mensal positiva em Santo Antão e Santiago de 0,6% e 0,1%, respectivamente e, negativa em São Vicente de -0,1%.

Relativamente à variação homóloga, de acordo com os mesmos dados, apenas o índice de Santiago foi inferior à média nacional em 0,3 p.p., enquanto em São Vicente e Santo Antão, registaram-se valores superiores à média nacional em 0,9 e 0,2 p.p. respectivamente.

AM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos