Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

INE prepara segundo relatório de evolução da implementação dos ODS com introdução de novos indicadores

Cidade da Praia, 09 Jan (Inforpress) – O Instituto Nacional de Estatística (INE) quer que o próximo relatório sobre a evolução da implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Cabo Verde, em preparação, tenha maior número possível de indicadores.

É com este propósito que reúne hoje, na Cidade Velha, os seus técnicos e dos demais órgãos produtores de estatísticas oficiais para uma formação em definição de indicadores estatísticos no seguimento do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentado (PEDS) e dos ODS.

O objectivo, segundo explicou, a coordenadora do departamento de planeamento do INE, Nereira Moreira, é de abordar questões “muito importantes” que tem a ver com indicadores estatísticos e trabalhar para ultrapassar alguns constrangimentos registados na elaboração dos relatórios já produzidos.

“Por exemplo, na elaboração do relatório 2017-18 encontramos vários constrangimentos na produção de dados nomeadamente a falta dos recursos humanos nas instituições produtoras de estatísticas, insuficiência na questão da desagregação dos dados que não são feitos como solicitados na agenda 2030 e estamos tentar ultrapassar esses constrangimentos e reforçar a coordenação estatística”, disse.

Segundo adiantou, esse relatório, que é produzido anualmente, apresenta o estado quantitativo da evolução dos indicadores em Cabo Verde com o objectivo de fornecer às instituições nacionais e internacionais responsáveis pela implementação da agenda, um instrumento com indicadores estatísticos por forma a avaliar a implementação da agenda 2030 em Cabo Verde.

Ao todo são 17 objectivos e para cada um são apresentados todos os indicadores possíveis que Cabo Verde produz.

A intenção, adiantou é que nas próximas edições sejam abrangidas mais instituições que produzem estatísticas para que seja apresentado o maior número possível de indicadores.

“São 244 indicadores. Naturalmente que todos os indicadores não são produzidos em Cabo Verde, mas queremos sempre avançar e já no próximo relatório que deverá sair queremos trazer mais indicadores do que dos relatórios anteriores” disse.

O encontro será ainda aproveitado para uma partilha sobre a avaliação de pares africanas que o sistema estatístico cabo-verdiano irá receber em finais de Janeiro e que consiste na avaliação de todo o sistema estatístico nacional, com foco na legislação, qualidade dos dados produzidos, na metodológica para a comparabilidade internacional, a difusão e a relação com os principais utilizadores.

A formação tem a duração de dois dias.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos