INE e AMP assinam protocolo institucional para produção do relatório anual das estatísticas marítimas e portuárias

 

Mindelo, 13 Abr (Inforpress) – O Instituto Nacional de Estatística (INE), em parceria com a Agência Marítima e Portuária (AMP), passa, a partir deste ano, a produzir o relatório anual sobre as estatísticas oficiais do sector marítimo e portuário nacional.

A informação foi confirmada, hoje no Mindelo, ilha de São Vicente, pelo presidente do conselho de administração do INE, Osvaldo Borges, durante o acto da assinatura de um protocolo de cooperação estabelecida entre as duas instituições, que visa a produção e difusão das estatísticas oficiais, ligadas às várias atribuições legais da AMP, no domínio do sector marítimo e portuário.

Segundo Osvaldo Borges, o INE está no processo de elaboração da Estratégia Nacional de Desenvolvimento Estatístico (ENDE) para 2017-2021 e com base neste protocolo, as estatísticas deste sector passam a integrar a agenda estaticista, e beneficiarão de apoios e assistência técnica nacional e internacional.

O presidente do INE constatou que já existe na AMP uma cultura estatística e que a instituição responsável pelo sector marítimo e portuário nacional tem interesse em melhorar este processo, daí que se prontificou em associar ao INE nesta parceira técnica.

O presidente da AMP, António Cruz Lopes, por sua vez, reforçou a necessidade desta parceria, tendo em conta os objectivos do Sistema Estatístico Nacional em assegurar que as actividades sobre as estatísticas oficiais se desenvolvam de forma coordenada, integrada e racional.

“O grande volume de informação gerado pelo sector marítimo e portuário precisa ser analisado de forma consciente e fidedigna,” observou o presidente da AMP, que destacou a importância do sector marítimo para a economia cabo-verdiana, na geração de empregos decentes e no aumento do Produto Interno Bruto.

A “imprescindível” implementação deste protocolo conjunto com a INE, segundo António Cruz Lopes, se destina especificamente a responder às exigências do sector e contribuirá para um conhecimento objectivo da realidade do país, servindo de instrumento fundamental para decidir e projectar o futuro.

O protocolo, rubricado hoje no Mindelo, visa da parte do INE, a produção do relatório anual das actividades desenvolvidas pela AMP e outros estudos e publicações no âmbito das suas atribuições legais, dentro dos quadros da regulação económica, regulação técnica, supervisão do mercado, regulamentação, segurança marítima e portuária e na protecção dos transportes marítimos e das instalações portuárias.

Visa também apoiar na concepção e no desenvolvimento de instrumentos técnicos e metodológicos, para a produção das estatística do sector marítimo e portuário, a apreciação das propostas de documentos metodológicos da AMP e a colaboração na realização de inquéritos específicos relativos às actividades do mar.

À AMP cabe, entre outras, as tarefas de articular com o INE na programação das actividades no âmbito da realização de censos e levantamentos gerais e específicos de informações periódicas e ainda disponibilizar mensalmente informações referentes às actividades por esta desenvolvidas.

O protocolo, que entra em vigor a partir de hoje, data da assinatura, tem um período de aplicação ilimitado e a mobilização de recursos necessários que garante a realização das actividades estatísticas acordadas é de responsabilidade partilhada entre as duas instituições.

EC/ZS

Inforpress/ Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos